Mock NHL Draft 2015

VAVEL

Por Mateus Luiz (@puckbrasil1)

Alex Ovechkin no Penguins? Jonathan Toews no Blues? Sean Monahan no Hurricanes? Acredite, tudo isso quase aconteceu, chegou o tempo mais lindo do ano! Já agradecendo o espaço cedido pelo amigo Gêra Lobo, eu, Mateus Luiz, preparei um breve Mock Draft da NHL! Continuar lendo

Anúncios

Lesão de Patrick Kane e sua importância no Chicago Blackhawks

foto_2420

As coisas não andam bem para os times de Chicago nas ligas americanas. Após a contusão de Derrick Rose, que passará até seis semanas fora pelo Chicago Bulls, o Chicago Blackhawks perdeu um reforço de muito peso por três meses. Trata-se do forward Patrick Kane, que contundiu a clavícula direita após um hit que levou de Alex Petrovic, do Florida Panthers. Pensando nisso, fiz esse texto para analisar um pouco a grande perca dos índios. Continuar lendo

NHL – Principais candidatos aos prêmios até a metade da temporada

Peter Laviolette trouxe uma nova mentalidade ao Predators e é um dos responsáveis pelo ótimo desempenho da equipe do Tennessee (FOTO: reprodução/google)

Com a temporada na metade, e já tendo uma boa base para ver quem serão os vencedores de cada prêmio ao final dela, vou listar, em minha opinião, os melhores em casa categoria até agora.

Hart Memorial Trophy

1) Pekka Rinne (G, Nashville)

2) Tyler Seguin (F, Dallas)

3) Vladimir Tarasenko (F, St. Louis)

Ressurgimento define 2014-15 de Pekka Rinne. Vindo de uma temporada marcada por uma séria lesão que o limitou a jogar um fraco hóquei e cair de produção, o finlandês está tendo sua melhor temporada na carreira e espera manter assim até o final. Um dos grandes, senão o mais, responsável pelo Nashville Predators estar no topo da divisão Central e ter garantia de playoffs. Caso vença, será o primeiro goleiro desde Jose Theodore em 2002 a levar o prêmio de jogador mais valioso da temporada.

Seguin começou a temporada com tudo, sendo o surpreendente líder em gols na temporada, mas Dallas não o acompanhou. Após algumas semanas, o Stars voltou aos trilhos e está na briga por uma vaga no WC, e maior parte disso se deve ao canadense.

Tarasenko, desde que entrou na liga, tem altas expectativas em torno de seu potencial, e nunca desapontou. Na sua primeira temporada, de 38 jogos, postou bons 19 pontos e 8 gols, marca aceitável para um jogador tão jovem ainda aprendendo. Na última temporada, já consolidado no time do Blues, Tarasenko foi além onde postou 21 gols e 22 assistência (43) pontos, melhorando ainda mais. Em 2014-15 era esperado que o russo melhorasse cada vez mais os números e seu jogo, mas ele foi além disso. Formando uma boa dupla com Jor Lehtera, Tarasenko já tem sua melhor marca na carreira em gols (22) e uma assistência de empatar a da última temporada (21). Tudo isso em 41 jogos. Ao menos no top 3 ele deve ficar, visto que é peça fundamental no sucesso de St. Louis.

Menções honrosas: Evgeni Malkin, Ryan Getzlaf, Carey Price, Tyler Johnson, Jakub Voracek, Sidney Crosby

James Norris Trophy

1) Mark Giordano (Calgary)

2) Duncan Keith (Chicago)

3) Shea Weber (Nashville)

Um dos jogadores mais subestimados da NHL, Mark Giordano vem em uma temporada impressionante, juntamente de seu time, Calgary Flames. Sólido na defesa e espetacular no ataque, liderando o time canadense, Giordano está a passos largos de vencer o troféu. Seria um feito inédito na história do Flames.

Keith é um dos jogadores mais consistentes da liga desde que entrou, em 2005. Pilar da ótima defesa do Blackhawks, o atual vencedor do prêmio e também em 2009-10, deve ficar novamente entre os três melhores da temporada.

Não é sua vez, Shea Weber, não agora. Um dos fatores de Weber nunca ter vencido o troféu na carreira é por ter jogado em times ruins de Nashville. Agora que a equipe está no topo da NHL, é ofuscado por Mark Giordano. Mesmo assim, mais uma ótima temporada co capitão do Predators.

Menções honrosas: Drew Doughty, P.K. Subban, Kris Letang, Kevin Shattenkirk

Vezina Trophy

1) Pekka Rinne (Nashville)

2) Carey Price (Montreal)

3) Roberto Luongo (Florida)

Vou só adicionar algumas informações ao texto do Hart. Rinne é o líder em vitórias na temporada, o segundo melhor em defesas, o terceiro que mais sofreu disparos e terceiro e quarto em gols sofridos por jogo e percentual de defesas, respectivamente. Também é o terceiro em SO e o segundo em minutos. Temporada excepcional.

Após uma temporada sensacional em 2013-14, a melhor em sua carreira e quase levando o Canadiens à Stanley Cup se não fosse por uma lesão sofrida nos playoffs, Price vem novamente dominante e provando que é um goleiro de elite na NHL.

O futuro Hall da Fama, ‘Bobby Lou’, após uma saída conturbada do Canucks, muitos disseram que iria para Florida encerrar sua carreira e cumprir tabela. E está sendo exatamente o contrário. Uma das principais peças para a surpreendente temporada do Panthers, que busca uma vaga no WC, seria muito merecido Luongo entre os três.

Menções honrosas: Marc-Andre Fleury, Braden Holtby, Jaroslav Halak, Henrik Lundqvist 

Calder Memorial Trophy

1) Filip Forsberg (F, Nashville)

2) Aaron Ekblad (D, Florida)

3) Johnny Gaudreau (F, Calgary)

Proveniente de uma das trocas de mais sucesso na história do Predators, em que mandaram Martin Erat e Michael Latta por ele para Washington, Filip Forsberg sempre foi um prospecto de alto valor. Não tendo muitas chances nas últimas duas temporada, o sueco veio para se desenvolver mais ainda e fez mais do que isso. Não só é o melhor calouro da temporada como também um dos melhores jogadores no geral. Quebrou o recorde de pontos de um calouro na história do Preds (Alex Radulov), em apenas 38 jogos.

Ekblad chegou à NHL com altas expectativas mas excedeu todas elas. Sendo um dos líderes da defesa do Panthers, a primeira escolha de 2014 justifica a escolha de Florida nele. Extremamente sólido, o canadense parece que já é veterano, visto tamanha postura que mostra no gelo.

Johnny Gaudreau, o famoso ‘Johnny Hockey’, que teve uma carreira de extremo sucesso na NCAA, vem comprovando seu apelido e tendo muito sucesso em sua primeira temporada completa na NHL.

Menções honrosas: Michael Hutchinson, Mike Hoffman

Jack Adams Award 

1) Peter Laviolette (Nashville)

2) Jack Capuano (NY Islanders)

3) Mike Babcock (Detroit)

Assumindo o Predators em sua primeira temporada com a equipe, Laviolette trouxe uma nova filosofia ao time, que consiste em ótimo poderio ofensivo com uma sólida defesa. Um dos responsáveis pelo sucesso tremendo do time nessa temporada, com a equipe empatada com Anaheim como o time com mais pontos da liga(2 jogos a menos, vale ressaltar), Laviolette faz um ótimo trabalho e deve levar o troféu com facilidade.

Um dos meus finalistas ao troféu no post dos palpites no início da temporada, Jack Capuano vai confirmando minha aposta. Junto de Nashville, NY Islanders é o time de mais surpresa na temporada e Capuano soube como juntar as linhas e fazer o time jogar em perfeita sintonia. Tamanho sucesso que estão apenas 1 ponto atrás do Pittsburgh Penguins pelo topo da Divisão Mentropolitana.

Um dos melhores técnicos da história da NHL, consideravelmente o melhor dos últimos 10 anos, Mike Babcock novamente vem se mostrando um gênio ao pegar o elenco do Detroit Red Wings e, mesmo com lesões e dúvidas, fazer o time continuar brigando entre os melhores.

Menções honrosas: Paul Maurice, Barry Trotz, Willie Desjardins, Bob Hartley 

Selke Trophy 

1) Jonathan Toews (Boston)

2) Patrice Bergeron (Chicago)

3) Rick Nash (NY Rangers)

Com um ótimo trabalho no PK, eficiente nos face-offs, bom pokecheck e leitura defensiva, o central do Blackhawks, Jonathan Toews, tem tudo para levar esse ano pela segunda vez na carreira. Chicago lidera a liga em percentual no PK e isso muito se deve a Toews. Uma ótima briga pelo prêmio com Patrice Bergeron.

Patrice Bergeron pode ser considerado, sem nenhuma dificuldade, um dos maiores atacantes-defensivos da história da NHL. Com um ótimo percentual nos face-offs, com excelente trabalho nas linhas especiais e habilidades defensivas excepcionais, o canadense é, novamente, um dos favoritos ao prêmio.

Sim, uma aposta ousada em Rick Nash, mas com razão. Nunca tendo a defesa em seu jogo, focando no ataque, Nash mudou isso e está tendo uma temporada digna de um bom atacante-defensivo. Trabalhando na primeira linha de PK do Rangers, e muito bem, ele também está dando trabalho para as top lines dos adversários. Os votantes para o Selke ignoram alas, como no caso de Ryan O’Reilly na última temporada, o que pode dificultar a entrada de Nash no top 3.

Menções honrosas: Pavel Datsyuk, Joe Pavelski, Ryan Kesler, Mikko Koivu, Anze Kopitar, Henrik Zetterberg, Marian Hossa

Retrospectiva 2014 – Melhores jogos

keep-calm-and-siga-a-gente-3

Para fechar ano, nada melhor que uma retrospectiva com os jogos mais fantásticos e emocionantes nos esportes americanos em 2014, certo? Serão dois jogos destacados por liga, com um breve resumo com dois parágrafos e vídeo sobre a partida. Essa foi uma escolha pessoal. Então, se não concordarem e tiverem um jogo que marcou mais o ano é só dizer nos comentários.

PS: Alguns jogos de 2013 estão na lista, pois conta a temporada passada de algumas ligas, como NBA e NFL.

NBA

Toronto Raptors 118 x 119 Oklahoma City Thunder – 21/3/2014

nguyen_lee

Pra começar essa série de jogos espetaculares nos esportes americanos, começamos com uma partida que foi simplesmente dominada por um jogador: Kevin Durant. Com direito a bola de três pra vencer o jogo na segunda prorrogação, o ala do Thunder marcou 51 pontos, ajudando sua equipe a vencer por 119 a 118. 

Foi uma partida bem equilibrada do início ao fim. DeMar DeRozan tomava conta do ataque de Toronto, tanto que terminou a partida com 33 pontos, além de 8 rebotes. Westbrook jogou apenas 19 minutos, o que deixou toda a responsabilidade do jogo em Durant, que não decepcionou. Uma partida com duas prorrogações e decidida no final por apenas um ponto, tinha que estar nos melhores jogos de 2014 na NBA.

 

Portland Trail Blazers 99 x 98 Houston Rockets – 2/5/2014 – Jogo 6 da primeira rodada dos Playoffs do Oeste

nguyen_lee

Essa partida eu estava assistindo ao vivo e me perguntei: “Como você fez isso, Damian Lillard?”. Sim, o garoto que surpreendeu a todos em sua temporada de calouro, foi simplesmente fantástico e decisivo no duelo. Além de ser decisivo, Lillard contribuiu com 25 pontos, sendo o segundo cestinha da equipe, atrás apenas de LaMarcus Aldridge, que anotou 30 pontos, além de pegar 13 rebotes.

Playoffs é Playoffs. A maioria dos jogos são bem equilibrados e decididos por uma pequena margem de erro. Rockets e Blazers fizeram uma grande série, que foi decidida por essa bola espírita de Lillard, que com certeza estará no livro de melhores jogadas da carreira dele. A bola foi muito importante, pois levaria a série de volta pra Houston se ele não tivesse acertado. O garoto é muito clutch.

Menções honrosas

Golden State Warriors 110 x 111 Miami Heat – 12/2/2014 (Game-Winner de LeBron James)

Oklahoma City Thunder 113 x 112 Golden State Warriors – 29/11/2013 (Game-Winner de Russell Westbrook)

 

NFL

Indianapolis Colts 45 x 44 Kansas City Chiefs – 4/1/2014 – Wild Card da AFC

nguyen_lee

Essa foi, provavelmente, um dos maiores comebacks da história dos Playoffs da NFL. Após estar perdendo por 31 a 10 indo pro intervalo, contra uma das melhores defesas da NFL, o Indianapolis Colts, liderado por Andrew Luck, conseguiu uma virada simplesmente sensacional e venceu a partida.

Kansas City Chiefs foi uma das gratas surpresas da temporada, chegando aos Playoffs quando poucos esperavam, com uma forte defesa e ataque eficiente liderado por Alex Smith. Após abrirem uma grande vantagem até o Q3, os Chiefs meio que “cochilaram” na partida e Andrew Luck liderou a virada épica para a franquia de Indiana. Sem dúvida uma partida memorável.

 

Dallas Cowboys 48 x 51 Denver Broncos – 6/10/2013

nguyen_lee

Defesa? Nada disso. Quem assistiu a esse grande duelo viu dois ataques simplesmente poderosos, liderados por dois QBs de elite. Peyton Manning levou a melhor sobre Tony Romo, mas o QB dos Cowboys teve uma atuação simplesmente absurda. Melhor que a de Peyton, só que um TD corrido dos Broncos deu a vitória a equipe de Denver. 

506 jardas, 5 TDs e 1 interceptação. Essa foi a atuação de Tony Romo, enquanto Peyton Manning 414 jardas, 4 TDs passados, 1 TD corrido (!!!!) e uma interceptação. Foi uma partida pra ser lembrada, decidida nos minutos finais, como todo jogão. Abaixo veja o GIF do TD corrido de Peyton Manning!

Hank-Conger

Menção honrosa

Seattle Seahawks 23 x 17 San Francisco 49ers – 19/1/2014 – Final da NFC

New England Patriots 34 x 31 Denver Broncos – 24/11/2013 – Comeback de 24 pontos contra os Patriots e a virada

 

MLB

Kansas City Royals 9 x 8 Oakland A’s – 30/9/2014 – Wild Card da AL

nguyen_lee

Esse foi o primeiro jogo da pós-temporada da MLB em 2014. Essa partida mostrou um pouco do que iria por vir nos Playoffs da MLB. Royals, uma das surpresas agradáveis da temporada, contra um A’s que era um dos favoritos até a metade da temporada, mas que foi caindo de produção. O resultado? Um jogo simplesmente memorável, decidido na 12ª entrada.

Esperava-se um duelo entre os arremessadores, até porque o ataque dos Royals era um dos piores dos times classificados aos Playoffs, e do A’s vinha em má fase. A primeira entrada até deu amostra disso, mas depois vieram várias corridas. James Shields sofreu 4 corridas em 5 entradas jogadas e saiu com um péssimo jogo. Jon Lester jogou até mais entradas, mas sofreu 6 corridas. Com o jogo nas entradas extras, Salvador Perez conseguiu um walk-off single que deu a vitória heroica aos Royals.

 

Los Angeles Dodgers 8 x 0 Colorado Rockies – 18/6/2014 – No-Hitter de Clayton Kershaw

nguyen_lee

No-Hitter de Clayton Kershaw. Sim, isso foi um No No, mas por muito pouco não foi um Jogo Perfeito, tudo por causa de um erro infantil de Hanley Ramirez, que lançou com uma displicência gigante para a primeira base, e acabou acarretando em um erro. Mas o primeiro No No da carreira desse monstro de apenas 26 anos foi simplesmente fantástico. Foi uma das atuações mais dominantes que já vi.

9 entradas, nenhuma rebatida cedida, nenhuma corrida cedida, nenhum walk cedido e incríveis 15 strikeouts. Essa foi a atuação fantástica de Kershaw contra o forte ataque dos Rockies. O ataque anotou 8 corridas, mas nem foi mencionado na partida direito. Todos queriam ver até onde Kershaw conseguiria ir com o No-Hitter, e valeu muito a pena.

 

Menção mais que honrosa

NY Yankees 6 x 5 Baltimore Orioles – 25/9/2014 – Último jogo de Derek Jeter no Yankee Stadium

nguyen_lee

Esse foi, sem dúvida, um dos melhores jogos que já vi em esportes. Além de ser a despedida do moço acima, foi um jogo decidido na última, por walk-off e por quem? SIM, DEREK JETER. Foi o roteiro perfeito para a despedida de Jeter. Yankee Stadium lotado, jogo emocionante e essa rebatida da vitória. Aos que não viram, deixo aqui o texto que fiz para agradecer tudo de Derek Jeter fez ao esporte.

Menções honrosas

Washington Nationals 1 x 2 San Francisco Giants – 4/10/2014 – Jogo 2 das semifinais da NL – Jogo de 18 entradas (Mais longo da história dos Playoffs)

Washington Nationals 1 x 0 Miami Marlins – 28/9/2014 – No-Hitter de Jordan Zimmermann

 

NHL

Los Angeles Kings 3 x 2 New York Rangers – 13/6/2014 – Jogo 5 das finais da Stanley Cup

nguyen_lee

Sabem aquele jogo que te arrepia do início ao fim? Bom, Los Angeles Kings New York Rangers protagonizaram uma grande batalha no Jogo 5 das finais da Stanley Cup. Era uma partida decisiva para os Rangers, que se perdessem não teriam mais chances de título. Para os Kings, que viam com um moral após conseguirem um incrível comeback de 3-0 contra o San Jose Sharks, era o jogo para fechar a série e vencer o título em casa, o que seria seu segundo nos últimos três anos. E eles conseguiram.

Foi um jogo simplesmente fantástico. Os Rangers jogavam muito bem contra o a ótima equipe de Dustin BrownJonathan Quick Drew Doughty, tanto que levaram a decisão para a prorrogação. Mas com um gol de Alec Martinez, os Kings venceram e se sagraram campeões da Stanley Cup.

 

Chicago Blackhawks 4 x 5 Los Angeles Kings – 1/6/2014 – Jogo 7 da final do Oeste

nguyen_lee

Bom, provavelmente esse foi o MELHOR JOGO da NHL em 2014. Duas das melhores equipes da NHL não só na temporada, mas nos últimos anos se enfrentaram em um duelo extremamente aguardado. De um lado Patrick Kane e cia contra o grande conjunto dos Kings e deu no que deu: Uma partida memorável.

Mesmo com dois gols de Patrick Sharp, os Blackhawks foram derrotados com um gol de quem? Sim, Alec Martínez! Mas o principal destaque da partida pelos Kings foi o capitão Dustin Brown, que deu duas assistências e foi fundamental para a vitória e classificação da equipe de Los Angeles a final da Stanley Cup.

Menção honrosa

Colorado Avalanche 4 x 5 Minnesota Wild – 30/4/2014 – Jogo 7 da primeira rodada dos Playoffs do Oeste

Toronto Maple Leafs 3 x 2 Detroit Red Wings (SO) – 1/1/2014 – Winter Classic

 

MLS

Los Angeles Galaxy 2 x 1 New England Revolution – 7/12/2014 – Final da MLS Cup (Última partida de Landon Donovan)

nguyen_lee

O jogo em si já se mostrava especial por tudo que o rondava. Última partida de Landon Donovan e a grande final da MLS. No final, tudo se encaminhou para uma vitória suada do Galaxy, que era o dono da casa na ocasião. Foi uma partida de tirar o fôlego, muito mais pela emoção, do que pelo futebol jogado pelas duas equipes.

Quem abriu o placar foi o Galaxy com o bom e jovem atacante Gyasi Zardes no começo da 2ª etapa. Aos 34 minutos, Chris Tierney marcou o gol de empate que levou a decisão para a prorrogação. Já no segundo tempo da prorrogação, o MVP da temporada – e do jogo -, Robbie Keane, marcou o gol que deu o título a equipe da Califórnia.

 

New York Red Bulls 4 x 5 Chicago Fire – 10/5/2014

nguyen_lee

Sabe aquele jogo que não deixa você respirar por UM SEGUNDO? Bom, New York Red Bulls Chicago Fire fizeram um duelo de arrepiar em jogo válido pela temporada regular da MLS. 9 gols e muita emoção do início ao fim marcaram esse duelo entre o bom time de Chicago e a equipe liderada por Thierry Henry.

E quem diria que o grande destaque dessa partida de astros foi um CALOURO? Harrison Shipp, o meia estreante de Chicago, marcou três gols na partida e foi o grande destaque, não só do Fire, mas como do jogo. O destaque da equipe de NY foi o atacante Brandon Wright-Phillips, que também fez um hat-trick. Uma partida simplesmente fantástica.

Menção honrosa

New England Revolution 2 x 2 NY Red Bulls – 29/11/2014 – Jogo de volta da final do Leste

Sporting Kansas City 2 x 3 New England Revolution – 26/9/2014

Alexander Ovechkin e a importância de Barry Trotz em seu jogo

FOTO: Nick Wass

 

Voltamos ao ano de 1993. Scotty Bowman, o maior técnico da história da NHL, assumia o Detroit Red Wings. A franquia estava numa seca de quase 20 anos sem levantar a Stanley Cup. Naquela época, Steve Yzerman era um dos melhores jogadores ofensivos da liga, com números impressionantes. Com a chegada de Bowman, esses números absurdos tiveram uma queda, e não porque Yzerman desaprendeu a fazer gols ou dar assistências e sim pois ele começou a se dedicar em outro aspecto de seu jogo: a defesa. Bowman mudou o jeito de Yzerman pensar o hóquei e o transformou em um dos melhores two-way players da história. Após isso, Detroit viria a conquistar três Stanley Cups sob o comando de Bowman. Confira um vídeo abaixo mostrando um pouco dessa mudança de Yzerman:

“Ok, mas e o que isso te a ver com o Alexander Ovechkin?”. ‘Ovi’ sempre foi uma potência ofensiva, discutivelmente o melhor sniper de sua geração, mas que sempre teve um problema em sua parte defensiva. E isso não por falta de talento, pois em diversas ocasiões o russo mostrou que poderia ser efetivo na outra parte do gelo. O problema de Ovechkin, que muitos o criticavam, era por ele ser acomodado em alguns momentos do jogo e às vezes dar as costas enquanto o time adversário estava atacando. Veja um exemplo disso:

ovviiii

Na jogada, dá para perceber que Ovechkin não faz esforço algum para alcançar Derek Stepan, mesmo tendo total condição de ter alcançado o americano caso tivesse patinado mais rápido.

Na última temporada (2013-14), Ovechkin teve um plus/minus de -35, pior marca da NHL atrás de Nail Yakupov, do pior time da liga, Edmonton Oilers (!!). Mesmo o time de Washington não tendo ido aos playoffs, é inaceitável que um jogador como ele tenha um desempenho tão pífio na defesa.

Essas dúvidas sobre a vontade de Ovechkin nas jogadas fizeram alguns insiders de Washington questionarem se ele devia ser trocado ou não, pois, mesmo sendo o melhor jogador do time e um dos melhores da NHL, seu jogo “preguiçoso” podia custar vitórias ao Capitals.

A saída de Bruce Brodeau do cargo de técnico da equipe em 2012 e as contratações de Dale Hunter e Adam Oates, que foram totais fracassos, também contribuíram bastante para essa queda de Ovechkin na parte defensiva. Após perderem os playoffs de 2013-14, o GM do Capitals, Brian MacLellan, contratou, em 26 de maio de 2014 o recém demitido técnico do Nashville Predators, Barry Trotz. Com uma mentalidade defensiva que é sua marca, Trotz tinha a missão de melhorar a equipe da capital no setor e levar o time aos playoffs. Por enquanto, isso vai funcionando e Washington ocupa a segunda vaga do Wild Card do Leste.

Mais do que apenas mudar a defesa do Capitals, assim como Scotty Bowman foi para Steve Yzerman, Barry Trotz está sendo fundamental na melhora defensiva do russo. Um desses sinais é o bom +5 que ‘Ovi’ vem postando até agora e esperamos que ele mantenha esse nível.

Pela segunda vez na carreira, Ovechkin está para ter uma temporada com menos pontos do que partidas. Isso, da primeira vez, em 2011-12, foi algo inesperado, mesmo postando ótimos 38 gols. Agora, ele vem para ter uma temporada parecida, beirando os 40 gols mas com uma diminuição dos pontos. Porém, dessa vez, sabemos que grande parte disso se deve ao esforço que o “The Great 8” vem fazendo para se tornar um jogador melhor no aspecto defensivo do jogo.

Mailbag NHL – #01

316068_628365317191996_1266842054_nddjg

Estreia no blog o Mailbag NHL, espaço onde todos os internautas e fãs da melhor liga de hóquei do mundo podem mandar perguntas tantas por aqui, nos comentários, como nas rede sociais (Facebook ou Twitter). Provavelmente será de mês em mês. Ainda estamos estudando a possibilidade de fazer os Mailbags da NBA, MLB, NFL e MLS também. Só vamos deixar fixado o Mailbag sobre NHL, já que os das outras ligas ainda não foram feitos. José Vitor Aguiar, um dos donos do blog e responsável pela parte de NHL, vai responder todas as perguntas dos fãs que mandaram as perguntas. Vamos nessa!

Resposta: Não. No futebol o impedimento é marcado quando o jogador posiciona-se atrás do defensor, ou da linha de defesa. No hóquei você pode se posicionar aonde quiser, desde que o disco já tenha cruzado a linha de ataque. Continuar lendo

Prévia da temporada 2014-15 da NHL: Conferência Leste

Dando continuidade às prévias da NHL, mudamos do Oeste para o Leste. Nosso parceiro de blog, Mateus Luiz (@PuckBrasil1), nos deu uma grande ajuda e se encarregou das prévias da Conferência Leste. Aí vai:

Divisão do Atlântico 

Boston Bruins 

Recorde da temporada 2013-14: 54-19-9, 117 pts

Colocação na Divisão: 1º lugar

Colocação na Conferência: 1º lugar

Melhor jogador da última temporada: Tuukka Rask

As saídas de Jarome Iginla e Johnny Boychuk são as grandes questões a serem resolvidas por Peter Chiarelli e companhia já que ambos saíram por conta da situação complicada no salary cap, até por isso a equipe não teve condições de trazer um jogador que suprisse a saída de Iginla. Com a ida do camisa #12 para Colorado, Reilly Smith deve ser o substituto dele na linha de David Krejci e Milan Lucic, Torey Krug deve ficar com a vaga deixada por Johnny Bouchuk. Mesmo com essas mudanças, a equipe ainda é uma das favoritas a disputar as finais e as ganhar, porém, é nítido que os ursos ficaram um pouco mais fracos. Continuar lendo

Prévia da temporada 2014-15 da NHL – Conferência Oeste

Apenas dois dias! Sim, dois dias para nossa queria NHL voltar. Visto isso, com a temporada se aproximando, resolvi fazer esse post com as prévias de cada time na temporada. Começando pela Conf. Oeste e migrando para o Leste. Aproveitem.

Obs: as prévias serão feitas de acordo com a posição de cada time na última temporada. Por exemplo, Colorado venceu a Divisão Central, logo e obviamente, foi o primeiro colocado. Então faremos nesse padrão cada prévia.

Divisão Central

Colorado Avalanche

Recorde da temporada 2013-14: 52-22-8, 112 pts

Colocação na Divisão: 1º lugar

Colocação na Conferência: 2º lugar

Melhor jogador da última temporada: Semyon Varlamov

O time de Denver chega de uma temporada sensacional, superando todas as expectativas. Nas 3 temporadas anteriores à essa tiveram, por duas oportunidades, top 2 escolhas no Draft, o que mostra fruto de temporadas desastrosas. Voltando a falar de 2013-14, Colorado veio sem nenhuma perspectiva e chocou a todos vencendo a Divisão mais difícil da NHL e ficando em segundo lugar na Conferência mais equilibrada da mesma.

Para essa atual temporada perderam um de seus líderes, Paul Stastny, mas repuseram muito bem com as chegadas dos veteranos Jarome Iginla e Danny Briere. A parte mais fraca do time, a defesa, continua a ser um problema. O time foi um dos piores em posse na última temporada, numa seleta lista com times que nem com playoffs sonharam. A aquisição de Brad Stuart traz algo a mais para a defesa de Colorado, mas não inibe os problemas do setor. Semyon Varlamov terá que jogar muito para que a equipe repita o feito da última temporada.

Projeção: 3º lugar na Divisão Central, 5º na Conferência Oeste. Continuar lendo

Palpites – NHL 2014-15

Atuais campeões, LA Kings tem tudo para levantar a Copa Stanley novamente (FOTO: reprodução)

A temporada 2014-15 começa dia 8 – graça aos deuses do hóquei está chegando – e com isso resolvemos fazer uma espécie de palpite geral para a temporada. Eu (@jvaguiar15) e mais dois convidados de honra, Guilherme Gröhs (@PowerPlayBrasil) e Mateus Luiz (@PuckBrasil1) iremos dar nossos palpites dos mais importantes prêmios da NHL. Para entenderem o que será premiado, primeiro vejam o glossário explicando cada prêmio:

Hart Memorial Trophy: dado ao jogador mais valioso (0 melhor) da temporada.

James Norris Trophy: dado ao melhor defensor da temporada.

Vezina Trophy: dado ao melhor goleiro da temporada.

Calder Memorial Trophy: dado ao melhor calouro da temporada.

Maurice Richard Trophy: dado ao maior goleador da temporada.

Jack Adams Award: dado ao melhor técnico da temporada.

Vamos aos palpites: Continuar lendo

Em um grande dia para o Ottawa Senators, Bobby Ryan renova e Erik Karlsson é nomeado capitão

Dois dos mais importantes para Ottawa, Bobby Ryan e Erik Karlsson fizeram todo torcedor do Senators feliz (FOTO: reprodução)

Nesta manhã (02), um grande passo foi dado na organização do Ottawa Senators. Assinaram por mais 7 anos, $7M per com o ala Bobby Ryan e anunciaram que Erik Karlsson seria seu novo capitão.

Um dos melhores atacantes de força da liga, Bobby Ryan e o Ottawa Senators chegaram à um acordo após uma imensa novela sobre o futuro do americano. Trocado a peso de ouro pelo Anaheim Ducks, em sua primeira temporada com equipe canadense, Ryan manteve sua média: muitos gols e poucas assistências. Apesar do bom número de gols (23) em 70 jogos, todos esperam que o jogador volte à sua antiga forma e chegue perto dos 30 gols. Apesar de um salário bem alto, em uma linha com Kyle Turris e Clarke MacArthur, com a genialidade de Erik Karlsson vindo da defesa, Bobby tem tudo para voltar ao seu melhor e ajudar o Senators na busca pelos playoffs e justificar o preço pago.

Mudando de ataque – nem tanto – para a defesa, Ottawa anunciou que o melhor defensor-atacante da liga e um dos melhores jogadores da atualidade, Erik Karlsson, é seu novo capitão. Já era uma coisa prevista (dava pitacos sobre isso desde quando Jason Spezza havia sido nomeado capitão). Nono capitão da história do Senators, Antes de ir à mídia para fazer o anúncio junto de Eugene Melnyk (GM), Karlsson conversou por 40 minutos com o também sueco e lendário ex-capitão da história de Ottawa, Daniel Alfredsson.  Erik foi a melhor e mais fácil escolha que a equipe poderia fazer.

A 15ª escolha do Draft de 2008 e vencedor do Troféu Norris (melhor defensor da temporada) em 2011-12, Karlsson vem para mais uma expectativa de ultrapassar dos 70 pontos, novamente, coisa que para um atacante já é uma tarefa bem complicada.

Esses foram os primeiros passos para a inconsistente equipe do Senators voltar aos playoffs. Certamente os torcedores ficaram – e devem – muito felizes com essas duas notícias e esperam que esses dois jogadores possam guiar o time para o rumo certo.