Hora da mudança de patamar

VAVEL

Por Walace Borges (@wvborges)
Chegou a hora da Major League Soccer deixar de ser um cemitério de grandes craques para se tornar verdadeiramente um grande campeonato. E como fazer isso? Abrindo os cofres. Com a organização financeira que os times da Terra do Tio Sam têm hoje é impossível vencer qualquer torneio internacional e virar um campeonato de força que seja respeitado. É hora de arriscar.

Continuar lendo

Anúncios

MLS – Week 3: Em rodada repleta de empates, Dallas vence e continua 100%

foto_2420

 

Por: José Emanuel

A terceira semana da temporada regular da MLS foi recheada de empates. O FC Dallas segue sendo a equipe que ainda não fez outra coisa além de vencer na competição. São três vitórias, mostrando superioridade contra os três adversários. 

Por outro lado, o pobre Chicago Fire segue sem vencer na competição. O San Jose Earthquakes foi o vitorioso no duelo contra a equipe de Illinois, que tentará se reerguer na próxima semana.  Continuar lendo

Kaká e sua rápida adaptação à MLS

VAVEL

Todos sabem da grande qualidade de Kaká. O meia de 32 anos, que já foi melhor do mundo, estreou no Orlando City com um empate em casa diante do New York FC, time de David Villa. Quem marcou o gol de empate aos 45 minutos do segundo tempo para os donos da casa foi o brasileiro, em cobrança de falta, onde a bola bateu na barreira e matou o goleiro. Veja o gol de Kaká. Continuar lendo

Retrospectiva 2014 – Melhores jogos

keep-calm-and-siga-a-gente-3

Para fechar ano, nada melhor que uma retrospectiva com os jogos mais fantásticos e emocionantes nos esportes americanos em 2014, certo? Serão dois jogos destacados por liga, com um breve resumo com dois parágrafos e vídeo sobre a partida. Essa foi uma escolha pessoal. Então, se não concordarem e tiverem um jogo que marcou mais o ano é só dizer nos comentários.

PS: Alguns jogos de 2013 estão na lista, pois conta a temporada passada de algumas ligas, como NBA e NFL.

NBA

Toronto Raptors 118 x 119 Oklahoma City Thunder – 21/3/2014

nguyen_lee

Pra começar essa série de jogos espetaculares nos esportes americanos, começamos com uma partida que foi simplesmente dominada por um jogador: Kevin Durant. Com direito a bola de três pra vencer o jogo na segunda prorrogação, o ala do Thunder marcou 51 pontos, ajudando sua equipe a vencer por 119 a 118. 

Foi uma partida bem equilibrada do início ao fim. DeMar DeRozan tomava conta do ataque de Toronto, tanto que terminou a partida com 33 pontos, além de 8 rebotes. Westbrook jogou apenas 19 minutos, o que deixou toda a responsabilidade do jogo em Durant, que não decepcionou. Uma partida com duas prorrogações e decidida no final por apenas um ponto, tinha que estar nos melhores jogos de 2014 na NBA.

 

Portland Trail Blazers 99 x 98 Houston Rockets – 2/5/2014 – Jogo 6 da primeira rodada dos Playoffs do Oeste

nguyen_lee

Essa partida eu estava assistindo ao vivo e me perguntei: “Como você fez isso, Damian Lillard?”. Sim, o garoto que surpreendeu a todos em sua temporada de calouro, foi simplesmente fantástico e decisivo no duelo. Além de ser decisivo, Lillard contribuiu com 25 pontos, sendo o segundo cestinha da equipe, atrás apenas de LaMarcus Aldridge, que anotou 30 pontos, além de pegar 13 rebotes.

Playoffs é Playoffs. A maioria dos jogos são bem equilibrados e decididos por uma pequena margem de erro. Rockets e Blazers fizeram uma grande série, que foi decidida por essa bola espírita de Lillard, que com certeza estará no livro de melhores jogadas da carreira dele. A bola foi muito importante, pois levaria a série de volta pra Houston se ele não tivesse acertado. O garoto é muito clutch.

Menções honrosas

Golden State Warriors 110 x 111 Miami Heat – 12/2/2014 (Game-Winner de LeBron James)

Oklahoma City Thunder 113 x 112 Golden State Warriors – 29/11/2013 (Game-Winner de Russell Westbrook)

 

NFL

Indianapolis Colts 45 x 44 Kansas City Chiefs – 4/1/2014 – Wild Card da AFC

nguyen_lee

Essa foi, provavelmente, um dos maiores comebacks da história dos Playoffs da NFL. Após estar perdendo por 31 a 10 indo pro intervalo, contra uma das melhores defesas da NFL, o Indianapolis Colts, liderado por Andrew Luck, conseguiu uma virada simplesmente sensacional e venceu a partida.

Kansas City Chiefs foi uma das gratas surpresas da temporada, chegando aos Playoffs quando poucos esperavam, com uma forte defesa e ataque eficiente liderado por Alex Smith. Após abrirem uma grande vantagem até o Q3, os Chiefs meio que “cochilaram” na partida e Andrew Luck liderou a virada épica para a franquia de Indiana. Sem dúvida uma partida memorável.

 

Dallas Cowboys 48 x 51 Denver Broncos – 6/10/2013

nguyen_lee

Defesa? Nada disso. Quem assistiu a esse grande duelo viu dois ataques simplesmente poderosos, liderados por dois QBs de elite. Peyton Manning levou a melhor sobre Tony Romo, mas o QB dos Cowboys teve uma atuação simplesmente absurda. Melhor que a de Peyton, só que um TD corrido dos Broncos deu a vitória a equipe de Denver. 

506 jardas, 5 TDs e 1 interceptação. Essa foi a atuação de Tony Romo, enquanto Peyton Manning 414 jardas, 4 TDs passados, 1 TD corrido (!!!!) e uma interceptação. Foi uma partida pra ser lembrada, decidida nos minutos finais, como todo jogão. Abaixo veja o GIF do TD corrido de Peyton Manning!

Hank-Conger

Menção honrosa

Seattle Seahawks 23 x 17 San Francisco 49ers – 19/1/2014 – Final da NFC

New England Patriots 34 x 31 Denver Broncos – 24/11/2013 – Comeback de 24 pontos contra os Patriots e a virada

 

MLB

Kansas City Royals 9 x 8 Oakland A’s – 30/9/2014 – Wild Card da AL

nguyen_lee

Esse foi o primeiro jogo da pós-temporada da MLB em 2014. Essa partida mostrou um pouco do que iria por vir nos Playoffs da MLB. Royals, uma das surpresas agradáveis da temporada, contra um A’s que era um dos favoritos até a metade da temporada, mas que foi caindo de produção. O resultado? Um jogo simplesmente memorável, decidido na 12ª entrada.

Esperava-se um duelo entre os arremessadores, até porque o ataque dos Royals era um dos piores dos times classificados aos Playoffs, e do A’s vinha em má fase. A primeira entrada até deu amostra disso, mas depois vieram várias corridas. James Shields sofreu 4 corridas em 5 entradas jogadas e saiu com um péssimo jogo. Jon Lester jogou até mais entradas, mas sofreu 6 corridas. Com o jogo nas entradas extras, Salvador Perez conseguiu um walk-off single que deu a vitória heroica aos Royals.

 

Los Angeles Dodgers 8 x 0 Colorado Rockies – 18/6/2014 – No-Hitter de Clayton Kershaw

nguyen_lee

No-Hitter de Clayton Kershaw. Sim, isso foi um No No, mas por muito pouco não foi um Jogo Perfeito, tudo por causa de um erro infantil de Hanley Ramirez, que lançou com uma displicência gigante para a primeira base, e acabou acarretando em um erro. Mas o primeiro No No da carreira desse monstro de apenas 26 anos foi simplesmente fantástico. Foi uma das atuações mais dominantes que já vi.

9 entradas, nenhuma rebatida cedida, nenhuma corrida cedida, nenhum walk cedido e incríveis 15 strikeouts. Essa foi a atuação fantástica de Kershaw contra o forte ataque dos Rockies. O ataque anotou 8 corridas, mas nem foi mencionado na partida direito. Todos queriam ver até onde Kershaw conseguiria ir com o No-Hitter, e valeu muito a pena.

 

Menção mais que honrosa

NY Yankees 6 x 5 Baltimore Orioles – 25/9/2014 – Último jogo de Derek Jeter no Yankee Stadium

nguyen_lee

Esse foi, sem dúvida, um dos melhores jogos que já vi em esportes. Além de ser a despedida do moço acima, foi um jogo decidido na última, por walk-off e por quem? SIM, DEREK JETER. Foi o roteiro perfeito para a despedida de Jeter. Yankee Stadium lotado, jogo emocionante e essa rebatida da vitória. Aos que não viram, deixo aqui o texto que fiz para agradecer tudo de Derek Jeter fez ao esporte.

Menções honrosas

Washington Nationals 1 x 2 San Francisco Giants – 4/10/2014 – Jogo 2 das semifinais da NL – Jogo de 18 entradas (Mais longo da história dos Playoffs)

Washington Nationals 1 x 0 Miami Marlins – 28/9/2014 – No-Hitter de Jordan Zimmermann

 

NHL

Los Angeles Kings 3 x 2 New York Rangers – 13/6/2014 – Jogo 5 das finais da Stanley Cup

nguyen_lee

Sabem aquele jogo que te arrepia do início ao fim? Bom, Los Angeles Kings New York Rangers protagonizaram uma grande batalha no Jogo 5 das finais da Stanley Cup. Era uma partida decisiva para os Rangers, que se perdessem não teriam mais chances de título. Para os Kings, que viam com um moral após conseguirem um incrível comeback de 3-0 contra o San Jose Sharks, era o jogo para fechar a série e vencer o título em casa, o que seria seu segundo nos últimos três anos. E eles conseguiram.

Foi um jogo simplesmente fantástico. Os Rangers jogavam muito bem contra o a ótima equipe de Dustin BrownJonathan Quick Drew Doughty, tanto que levaram a decisão para a prorrogação. Mas com um gol de Alec Martinez, os Kings venceram e se sagraram campeões da Stanley Cup.

 

Chicago Blackhawks 4 x 5 Los Angeles Kings – 1/6/2014 – Jogo 7 da final do Oeste

nguyen_lee

Bom, provavelmente esse foi o MELHOR JOGO da NHL em 2014. Duas das melhores equipes da NHL não só na temporada, mas nos últimos anos se enfrentaram em um duelo extremamente aguardado. De um lado Patrick Kane e cia contra o grande conjunto dos Kings e deu no que deu: Uma partida memorável.

Mesmo com dois gols de Patrick Sharp, os Blackhawks foram derrotados com um gol de quem? Sim, Alec Martínez! Mas o principal destaque da partida pelos Kings foi o capitão Dustin Brown, que deu duas assistências e foi fundamental para a vitória e classificação da equipe de Los Angeles a final da Stanley Cup.

Menção honrosa

Colorado Avalanche 4 x 5 Minnesota Wild – 30/4/2014 – Jogo 7 da primeira rodada dos Playoffs do Oeste

Toronto Maple Leafs 3 x 2 Detroit Red Wings (SO) – 1/1/2014 – Winter Classic

 

MLS

Los Angeles Galaxy 2 x 1 New England Revolution – 7/12/2014 – Final da MLS Cup (Última partida de Landon Donovan)

nguyen_lee

O jogo em si já se mostrava especial por tudo que o rondava. Última partida de Landon Donovan e a grande final da MLS. No final, tudo se encaminhou para uma vitória suada do Galaxy, que era o dono da casa na ocasião. Foi uma partida de tirar o fôlego, muito mais pela emoção, do que pelo futebol jogado pelas duas equipes.

Quem abriu o placar foi o Galaxy com o bom e jovem atacante Gyasi Zardes no começo da 2ª etapa. Aos 34 minutos, Chris Tierney marcou o gol de empate que levou a decisão para a prorrogação. Já no segundo tempo da prorrogação, o MVP da temporada – e do jogo -, Robbie Keane, marcou o gol que deu o título a equipe da Califórnia.

 

New York Red Bulls 4 x 5 Chicago Fire – 10/5/2014

nguyen_lee

Sabe aquele jogo que não deixa você respirar por UM SEGUNDO? Bom, New York Red Bulls Chicago Fire fizeram um duelo de arrepiar em jogo válido pela temporada regular da MLS. 9 gols e muita emoção do início ao fim marcaram esse duelo entre o bom time de Chicago e a equipe liderada por Thierry Henry.

E quem diria que o grande destaque dessa partida de astros foi um CALOURO? Harrison Shipp, o meia estreante de Chicago, marcou três gols na partida e foi o grande destaque, não só do Fire, mas como do jogo. O destaque da equipe de NY foi o atacante Brandon Wright-Phillips, que também fez um hat-trick. Uma partida simplesmente fantástica.

Menção honrosa

New England Revolution 2 x 2 NY Red Bulls – 29/11/2014 – Jogo de volta da final do Leste

Sporting Kansas City 2 x 3 New England Revolution – 26/9/2014

Entenda como funciona os Playoffs da MLS

foto_1920

Restam apenas três rodadas para o fim da temporada regular da Major League Soccer, o que acarreta com vinda dele: OS PLAYOFFS. Na MLS esse formato é disputado desde o início da liga em 1996 até hoje. Houveram algumas mudanças, é claro. Mas o objetivo continua sendo um só: o título da MLS Cup.

Sem querer fazer comparações quanto a grandeza do evento, a MLS Cup no Soccer é equivalente ao Super Bowl no Football. Disputa-se uma temporada regular dividida em duas conferências, depois jogos de mata-mata na postseason (na NFL só “mata”) e a decisão do título em um jogo único. Vamos entender um pouco esse formato.

Bem, as duas conferências da MLS (Oeste e Leste) têm nove e dez times, respectivamente. Isso deve mudar próximo ano com a chegada de novas franquias, mas não é assunto para agora.

– Os cinco primeiros de cada conferência garantem vaga na pós-temporada, com  4° e 5° se enfrentando em jogo único no Wild Card. Dando empate, prorrogação e pênaltis.

– Os vencedores de Wild Card enfrentam o 1° colocado de cada conferência nas semifinais, com 2° e 3° se enfrentando. Jogos de ida e volta com a regra do gol fora de casa.

– Os vencedores de cada semifinal se enfrentam na final de conferência (obviamente) disputando uma vaga na MLS Cup. Também jogos de ida e volta, valendo gol fora como critério de desempate.

– E o objetivo final dos 19 clubes que participam da MLS: a MLS Cup. Jogo único na casa do time de melhor campanha (antes a sede era pré-definida). Caso haja empate, prorrogação e pênaltis.

Os playoffs desse iniciam no dia 29 desse mês com o jogo de Wild Card e só acabam um mês depois com os jogos de finais de Conferência. A MLS Cup será realizada no dia 7 de Dezembro.

Vários times já garantiram vaga na pós-temporada. No Leste, DC United e Sporting Kansas City. No Oeste, LA Galaxy, Seattle Sounders, Real Salt Lake e FC Dallas, restando apenas uma vaga que deve ficar entre Vancouver Whitecaps (40 pontos) e Portland Timbers (39 pontos).

Continuar lendo

Alan Gordon pode ser a solução para o problema da camisa 9 no LA Galaxy?‏

Recém-chegado, Gordon tentará ser a nova sensação em Los Angeles (Foto: Divulgação/LA Galaxy)
Recém-chegado, Gordon tentará ser a nova sensação em Los Angeles (Foto: Divulgação/LA Galaxy)

O LA Galaxy continua brigando por playoffs e título na MLS, mas é um time com muitos problemas técnicos e táticos. Um dos setores que sofre com isso é o ataque, mais especificamente nos seus centroavantes. Após as boas passagens de Mike Magee e Edson Buddle pelos Angelinos e as desastrosas de Samuel e Rob Friend, temos um novo (nem tanto) candidato para suprir a ausência de um camisa 9: Alan Gordon.

Gordon não é tão novo assim. Com 32 anos, o atacante estava meio encostado no SJ Earthquakes, principal rival  do LA Galaxy. E em uma temporada péssima: 15 jogos e nenhum gol.

O atacante já deixou o dele no Los Angeles  – contra o Colorado Rapids na quarta –, mas isso não é o bastante para ele ter uma sequência de jogos como titular. Samuel, que veio do Fluminense por empréstimo no começo da temporada, iniciou sua jornada no Galaxy com gols, jogando bem e sendo titular, porém logo caiu de produção e voltou ao clube do Rio de Janeiro. 

Além da cobrança, o veterano de 32 anos terá que convencer Bruce Arena a mudar o esquema do time. Zardes dificilmente sai da equipe agora, o que também não acontecerá com Keane e Donovan.

Outro empecilho é o ressentimento da torcida do Galaxy com o jogador. Ele começou sua carreira na MLS jogando pela equipe do StubHub Center, mas no ano de 2011 foi contratado pelo grande rival do LA. Jogando pelo San Jose Earthquakes Alan Gordon marcou 20 gols em três temporadas, muitos contra o Los Angeles.

“Gordo” chega ao plantel de Bruce como opção para jogos complicados, em que a equipe cria pouco e precisa que alguém faça na primeira oportunidade que tiver. Certamente não terá o mesmo desempenho de Magee ou Buddle e não será a solução efetiva, mas tem tudo para deixar seus gols na sua segunda passagem pelo LA Galaxy.

Landon Donovan e sua aposentadoria: Momento certo

(Foto: Divulgação/LA Galaxy)
(Foto: Divulgação/LA Galaxy)

Por: José Emanuel (@J_emanuel99)

Na quinta passada, Landon Donovan anunciou que essa será sua última temporada no futebol. Uma pena pra quem viu a Major League Soccer e o futebol como todo nos Estados Unidos crescer com ele, mas Donovan talvez escolheu o melhor momento para se aposentar.  

Aos 32 anos, Donovan fez demais  pelo futebol nos EUA. Mesmo sem grande sucesso na Bundesliga e na Premier League, conseguiu divulgar o futebol no país, fazendo o gol da classificação para as oitavas-de-final da Copa do Mundo em 2010, contra a Argélia. Além disso, cinco títulos da MLS Cup (2001 e 2003-SJ Earthquakes, 2005, 2011 e 2012-LA Galaxy).

A decisão de tirar férias do futebol no início de 2013 e ir para o Camboja e a declaração de que a Copa de 2014 seria a sua última com os Estados Unidos (e não foi) já davam indícios que o jogador já pensava na aposentadoria.

Donovan já não era o mesmo, claro. A idade chegou para ele também. Mas apesar de algumas atuações ruins, Bruce Arena tinha encontrado um lugar pra ele no time (vide a sequência de vitórias do time) e continuava a ser importante para a equipe de Los Angeles com gols e assistências.

Enfim, esse foi o momento certo para Donovan parar. Sairá por cima do futebol. Não forçou a barra para jogar até os 37 ou mais, sem nenhuma condição física. Maior artilheiro da história da Major League Soccer, cinco vezes campeão da liga (e em times rivais) e três Copas no currículo. Isso é pra poucos. Quando a MLS atingir um patamar maior do que ela tem hoje, Landon Donovan será lembrado e agradecido. Veja abaixo algumas estatísticas de Landon Donovan na MLS:

14 temporadas

San José Sharks (2001-2004): 32 gols e 29 assistências em 87 jogos.

LA Galaxy (2005-2014, até agora): 106 gols e 95 assistências em 234 jogos

22 gols em Playoffs

5 títulos (2001, 2003, 2005, 2011 e 2012)

Esteve 6 vezes no Melhor Time da Temporada (2003, 2008, 2009, 2010, 2010, 2011)

Nosso sincero MUITO OBRIGADO, Landon Donovan. #Legend #Respect

MLS: Prévia da Week #20

Começa nessa quarta-feira, às 23h, a Week #20 da Major League Soccer com o San José Earthquakes e Chicago Fire, times que se encontram em posições ruins nas suas Conferências (Chicago oitavo no Leste e San Jose em último no Oeste). Logo pode se achar que o jogo será ruim, mas ambas equipes têm jogadores de boa qualidade e artilheiros que já frequentaram a seleção estadunidense (Chris Wondolowski-SJ e o MVP da última temporada Mike Magee-CHI).

Enfim, vamos fazer a seguir um guia dessa Week no nosso primeiro post sobre a MLS. Espero que gostem.

O jogaço – Seattle Sounders x LA Galaxy

Duelo de titãs em Seattle (Foto: Reprodução/Google)
Duelo de titãs em Seattle (Foto: Reprodução/Google)

Sounders e Galaxy hoje são as principais forças da MLS quando se fala em talento individual.  Atualmente, algumas das maiores estrelas da liga estão nesses times. Clint Dempsey e Obafemi Martins no Seattle e Landon Donovan e Robbie Keane pelo LA. Além disso, no banco os experientes técnicos Sigi Schmid e Bruce Arena, técnico dos Estados Unidos nas Copas de 2002 e 2006.

Além de ataques bem qualificados, Sounders e Galaxy têm em seu setor uma grande força. O mexicano Gonzalo Pineda e o cubano Osvaldo Alonso fazem bons trabalhos de contenção no time do estado de Washington, além de saírem bem para o ataque. São peças essenciais no esquema de Sigi. No Galaxy, os brasileiros Juninho e Marcelo Sarvas não aparentam estar em boa fase, mas podem decidir a partida em bolas paradas e em chutes de longa distância.

Os dois times apresentam carência em seus centroavantes. O Galaxy procura até hoje um camisa 9, após a saída de Mike Magee para Chicago, mas não tem tido sorte. Samuel que veio emprestado do Fluminense, fez gols no início da temporada, mas não deu liga e já retornou ao Brasil. O canadense Rob Friend é bem fraco tecnicamente e já tem 33 anos. No Sounders a situação é um pouco melhor. Chad Barret e Kenny Cooper são boas opções para o ataque com Dempsey. Porém, ambos juntos só marcaram  7 gols este ano.

Enfim, tem tudo para ser um jogo interessante. O Seattle tem 38 pontos e lidera com folga o Oeste (2° Dallas com 29 pontos e 2 jogos a mais), já o LA Galaxy tem 27 e ocupa a 4° posição. O jogo é na segunda às 23h, no CenturyLink Field, casa do Seattle Seahawks na NFL. Promessa de casa cheia.

Confronto direto no Leste – Sporting KC x Toronto FC

Confronto decisivo no Leste (Foto: Reprodução/Google)
Importante duelo em Kansas City (Foto: Reprodução/Google)

Apesar da diferença de 9 pontos entre as duas equipes, Sporting Kansas City e Toronto FC fazem um jogo que vale muito no Leste. O atual campeão, o Sporting KC tem 35 pontos e é líder na Conferência. Já o Toronto tem 26 pontos e três jogos a menos que o rival. E também o Kansas pode ser ultrapassado pelo DC United (34), que se recuperou de uma campanha bizarra no ano passado.

Teremos vários jogadores interessantes em campo. Matt Besler e Graham Zusi, no lado de Kansas (estiveram na Copa do Mundo), e Michael Bradley e Jermain Defoe no lado canadense (o último está suspenso). Além disso, o brasileiro naturalizado Benny Feilhaber e  o inglês Dom Dwyer (14 gols na temporada) estão no Sporting KC. A partida ocorre no sábado às 20h no BMO Field em Toronto.

Olho em El Cubo Torres – Colorado Rapids x Chivas USA

Olho no jovem Erick Torres do Chivas USA (Foto: Reprodução/Google)
Olho no jovem Erick Torres do Chivas USA (Foto: Reprodução/Google)

Colorado Rapids e Chivas USA são equipes bem fracas. Porém, há algo que chame atenção nesse jogo: El Cubo Torres. O mexicano de 21 anos tem jogado muito bem nos últimos, tanto que fez seis gols nos últimos seis jogos na MLS, sendo 14 em 19 jogos. El Cubo garantiu vitória do Chivas USA em vários jogos, dando um pouco de alegria à torcida do clube que disputa sua última temporada na Major League Soccer. Tem tudo para figurar no ataque mexicano nas próximas Copas.

O jogo ocorre na sexta-feira às 22h30 no Colorado.

Outros jogos:

Quinta-feira | 23h00: Real Salt Lake x Montreal Impact

Sábado | 20h30: New England Revolution x Columbus Crew

Domingo | 18h00: Vancouver Whitecaps x FC Dallas

Domingo | 21h00: Montreal Impact x Portland Timbers

Bye Week (semana de folga): DC United, Houston Dynamo, New York Red Bull e Philadelphia Union.