NBA – Prêmios de meia temporada

Temporada 2016/17 da NBA acaba de chegar na sua metade com o All-Star Weekend já nos dias 17, 18 e 19 de fevereiro. Com isso, preparei um post bem básico com os “Prêmios de meia temporada” do melhor basquete do mundo, ou seja, deixarei aqui os meus vencedores para vários prêmios como MVP Rookie Of The Year.

MVP – James Harden (Houston Rockets)

wow

Eu sei que várias pessoas vão me criticar por não ter escolhido Russell Westbrook e sua média de triplo-duplo, só que o que James Harden vem fazendo com o Houston Rockets é algo anormal, ainda mais com um plantel, de certo modo, bem inferior aos de Golden State Warriors San Antonio Spurs, únicos times com um record melhor na temporada que a equipe texana.

Enfim, vamos falar de James Harden. Suas médias absurdas de 29 pontos, 8.2 rebotes e 11.3 assistências ficam ainda mais especiais quando associamos com o que seu time vem fazendo na temporada. Terceira melhor campanha, uma equipe que dá gosto de ver e tudo isso sob a batuta do Barba. Gosto sempre de bater na tecla de que MVP não são apenas números. Se fosse, com certeza estaríamos falando de Russell Westbrook neste momento.

Ok, a campanha do Thunder para o elenco que Billy Donovan tem nas mãos é boa e tudo isso por causa de Westbrook, mas Harden, mesmo com um elenco melhor, está surpreendendo todos e levando esse time nas costas, ou seja, não temos como apontar outro cara para MVP após essa primeira metade de temporada senão James Harden.

Menções honrosas: Russell Westbrook, Kevin Durant, Kawhi Leonard, Isaiah Thomas e LeBron James.

Rookie Of The Year – Joel Embiid (Philadelphia 76ers)

wow

TRUST THE PROCESS! Ah, Joel Embiid! Após duas temporadas se recuperando de contusões, todo o hype em cima dele está sendo muito bem correspondido, obrigado. As médias de Embiid para um “calouro” e com que só atua 25 minutos por jogo é algo assustador: 20 pontos, 8 rebotes e 2.5 tocos. Não precisa falar mais tanta coisa… brincadeira, precisa sim.

Embiid se destaca em relação a todos os outros calouros. Ele está simplesmente anos luz na frente de qualquer outro jogador que esteja estreando na temporada 2016/17 da NBA. Ok, pode até se dizer que essa classe de calouro precisa de tempo para evoluir, mas Embiid está confirmando o que já era certo. Tudo bem, por estar “trabalhando” pelo terceiro ano na liga, ele já sabe alguns macetes e acompanha mais de perto tudo isso há algum tempo, mas como ele absorveu bem tudo isso.

Não tem mais tanta coisa para falar (agora sim não precisa!). Só um verdadeiro desastre para que Embiid não vença o prêmio ao fim da temporada, tendo em vista a superioridade dele. Ah, só mais uma coisa… TRUST THE PROCESS UNTIL THE END!

Menções honrosas: Dario Saric, Malcolm Brogdon, Marquese Chriss e Buddy Hield.

Defensive Player Of The Year – Rudy Gobert (Utah Jazz)

wow

Não foi o prêmio mais difícil de escolher, mas tive que pensar um pouco mais. Por muito, muito pouco, Rudy Gobert leva o prêmio de DPOY nesta meia temporada. Por que eu ach? Pelo simples fato de existir outros dois jogadores que também merecem bastante o prêmio: Andre Drummond Draymond Green, principalmente o segundo, que segue sendo um defensor simplesmente espetacular.

Enfim, a escolha de Gobert foi pelo simples fato de ser um cara totalmente regular durante toda temporada em termos defensivos. Gobert é o melhor protetor de aro da NBA com certa tranquilidade, dominando totalmente o garrafão, além de ser um grande reboteiro. Ele tem um DRtg de 98, o melhor da NBA se considerarmos jogadores com mais de 50 jogos, algo impressionante. Além disso, ele lidera a liga em tocos, com incríveis 2.5 tocos de média.

Nesse caso, também vale levar em conta o record do Utah Jazz, que está fazendo uma grande temporada e tem a melhor defesa da NBA, por ser exatamente liderada pelo gigante francês, que vem se firmando cada vez mais como um dos melhores pivôs da liga, mesmo que ainda esteja evoluindo ofensivamente. É um prêmio discutível, mas que, na minha opinião, vai sim para os braços de Rudy Gobert.

Menções honrosas: Andre Drummond, Draymond Green, Kawhi Leonard e Kevin Durant.

Most Improved Player – Giannis Antetokounmpo (Milwaukee Bucks)

wow

Pronto, chegamos ao prêmio mais óbvio até aqui. A temporada do Greek Freak tinha tudo para ser espetacular nessa temporada após o fim de temporada 2015/16 sensacional. Ele era um dos favoritos ao prêmio e está apenas confirmando isso, tendo em vista a evolução em totalmente todos os setores do seu jogo.

Médias 2015/16: 17 pontos (50.6% FG), 7.7 rebotes, 4.3 assistências, 1.2 roubos de bola, 1.4 tocos, ORtg 109 e DRtg 106.

Médias 2016/17: 23.4 pontos (52.5% FG), 8.6 rebotes, 5.4 assistências, 1.8 roubos de bola, 2.0 tocos, ORtg 117 e DRtg 104.

Bom, até que os números melhoraram? Sim, Giannis Antetokounmpo teve um acréscimo em todos os aspectos do seu jogo, algo simplesmente assustador, mas esperado, pois todos sabem sua qualidade. Ok, é de meia temporada, mas eu acho muito difícil que alguém tire esse prêmio das mãos dele, ainda mais pelo fato de ele simplesmente não diminuir o ritmo em nenhum momento da temporada.

Menções honrosas: Otto Porter Jr, Harrison Barnes e Andrew Wiggins.

Sixth Man Of The Year – Zach Randolph (Memphis Grizzlies)

wow

Na medida que os prêmios vão passando, tudo vai ficando ainda mais complicado de escolher. O prêmio de melhor 6º homem até aqui tá bem interessante, tão interessante que demorei muito tempo pra definir quem seria meu vencedor até aqui na temporada. Zach Randolph, que era titular do Memphis Grizzlies até a temporada passada, foi meu escolhido e eu vou dizer por que.

Bom, no caso dessa escolha eu levei bastante em consideração o record, além das ótimas médias de um jogador que tem cerca de 25 minutos por jogo: 14.1 pontos (3º maior pontuador do time) e incríveis 8.3 rebotes (1º do time), o que é um ótimo número para um cara que vem do banco, ou seja, Z-Bo continua sendo um dos jogadores mais importantes da, mais uma vez, boa campanha dos Grizzlies ao lado de Mike Conley Marc Gasol.

Ok, outros jogadores, com médias superiores de pontos a Randolph, poderiam estar muito bem aqui, mas parti do ponto de que ele contribui mais nos dois lados da quadra que os outros. Na defesa, Z-Bo tem um DRtg de 105, bom número pra um cara que, repito, vem do banco, mesmo que ele já tenha tido números bem melhores. Enfim, foi difícil a escolha, mas fiquei com ele, grande parte do sucesso dos Grizzlies até aqui na temporada.

Menções honrosas: Wilson Chandler, Lou Williams e Enes Kanter. 

Coach Of The Year – Brad Stevens (Boston Celtics)

wow

Pra mim, esse é, sem sombra de dúvidas, um dos melhores técnicos da NBA. O ótimo e jovem Brad Stevens teve um início de temporada irregular com o Boston Celtics, mas já arrumou a casa e hoje tomou conta da segunda posição geral na conferência Leste, além de estar começando a caçar o Cleveland Cavaliers na primeira posição.

Bom, a campanha diz por si só. Todos sabiam que o Celtics seria sim uma das grandes forças nesta temporada e isso está apenas se confirmando. É uma equipe muito nova, mas extremamente talentosa, que conta com um grande ataque comandado por Stevens. Taticamente, ele é perfeito e todos que assistem os C’s sabem disso. Essa foi mais uma escolha muito difícil pela qualidade de outros nomes, mas acho que já tava na hora de Stevens ter o seu grandíssimo trabalho reconhecido.

Menções honrosas: Mike D’Antoni, Billy Donovan, Quin Snyder e David Joerger.

TIMES DA TEMPORADA

All-NBA Team – Russell Westbrook, James Harden, LeBron James, Kevin Durant e Anthony Davis.
All-Defensive Team – Tony Allen, Kawhi Leonard, Kevin Durant, Draymond Green e Rudy Gobert.
All-Rookie Team – Buddy Hield, Malcolm Brogdon, Marquese Chriss, Dario Saric e Joel Embiid.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s