Prospectos NBA Draft 2015: #9 Stanley Johnson

VAVEL

Stanley Johnson é, sem dúvida, o segundo melhor ala deste Draft. Dono de físico invejável, sendo muito forte, Johnson é um atleta com um potencial fantástico. Já bom defensor, além de ser talentoso pontuando, Johnson pode ser um role player muito bom na liga. Aliás, acho que em dois/três anos ele já será titular.

Pontos fortes

– Atributos físicos fenomenais. Jogador extremamente forte e atlético, além de ser rápido. É um atleta muito bom.

– Tem alguns problemas finalizando a jogada perto do aro, mas tem tamanho e força para aguentar o contato. Jogador bem “raçudo”.

– Pontua bem embaixo do garrafão. Bom jogando no post. Usa sua força e tamanho para conseguir as cestas. Talentoso no Face Up.

– Potencial para ser um ótimo reboteiro na NBA. Boa envergadura e força. É bom tanto no rebote defensivo, como no rebote ofensivo. Jogador bastante ativo.

– Sabe jogar na transição. Extremamente veloz e com um bom ball handling em transição. Jogador muito difícil de ser parado nestas situações.

– Melhorou bastante como arremessador em relação ao High School, além de ter evoluído durante a temporada. Melhorou como spot up shooter. Boa mecânica e release.

– Finaliza bem utilizando floaterspull ups jumpshots. Jogador bem versátil ofensivamente. Mesmo não pontuando muito, pode evoluir bastante. Também é muito bom no Pick and Roll. Joga em diferentes velocidades.

– Não é tão bom criando o ataque, mas tem qualidade em situações de ISO. Usa sua força/velocidade para atacar a cesta. Bom footwork.

– Um dos melhores defensores do Draft. Sua força o ajuda na hora de defender jogadores maiores, como ala-pivôs.  Contesta os arremessos usando sua boa envergadura, além de ler bem as linhas de passe.

– Pressiona muito bem o adversário. Além dos longos braços, tem mãos bem ativas. Jogador já bom e que ainda pode melhorar.

Pontos fracos

– Consegue infiltrar bem, mas tem dificuldade em finalizar as jogadas perto da cesta. Suas mãos “se perdem” um pouco em alguns lances. Não tem uma boa extensão.

– Não é um bom leaper (pulador). Dificuldade em finalizar contra jogadores mais “compridos”.

– Tem força para aguentar o contato, mas dificuldade em finalizar com o próprio, principalmente contra jogadores bem mais fortes/duros.

– Stanley sabe da sua força e procura o contato em alguns lances, mas ele acaba forçando algumas jogadas.

– Não tem um shot selection tão bom ainda. Às vezes joga muito para si. Pode passar a bola para seus companheiros, mas acaba forçando. Comete muitas faltas de ataque.

– É um cara que não toma as situações certas em algumas jogadas. Prefere forçar um arremesso onde está muito bem marcado, do que passar a bola. Também força alguns arremessos com muito tempo no relógio.

– Precisa melhorar como passador em transição. Tem potencial para tal, mas precisa evoluir nisto.

– Inconsistente tanto na defesa, como no ataque. Excelente defensor, mas tem alguns “colapsos” às vezes. Potencial como shooter, mas ainda precisa de consistência. Forçar (mais uma vez) arremessos.

Médias na temporada 2014-15: 38 jogos, 13.8 pontos, 6.5 rebotes, 1.7 assistências, 1.5 roubos de bola, 0.4 tocos, 2.2 turnovers, 44.6% FG e 37.1% 3PT.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s