Retrospectiva 2014 – Melhores jogos

keep-calm-and-siga-a-gente-3

Para fechar ano, nada melhor que uma retrospectiva com os jogos mais fantásticos e emocionantes nos esportes americanos em 2014, certo? Serão dois jogos destacados por liga, com um breve resumo com dois parágrafos e vídeo sobre a partida. Essa foi uma escolha pessoal. Então, se não concordarem e tiverem um jogo que marcou mais o ano é só dizer nos comentários.

PS: Alguns jogos de 2013 estão na lista, pois conta a temporada passada de algumas ligas, como NBA e NFL.

NBA

Toronto Raptors 118 x 119 Oklahoma City Thunder – 21/3/2014

nguyen_lee

Pra começar essa série de jogos espetaculares nos esportes americanos, começamos com uma partida que foi simplesmente dominada por um jogador: Kevin Durant. Com direito a bola de três pra vencer o jogo na segunda prorrogação, o ala do Thunder marcou 51 pontos, ajudando sua equipe a vencer por 119 a 118. 

Foi uma partida bem equilibrada do início ao fim. DeMar DeRozan tomava conta do ataque de Toronto, tanto que terminou a partida com 33 pontos, além de 8 rebotes. Westbrook jogou apenas 19 minutos, o que deixou toda a responsabilidade do jogo em Durant, que não decepcionou. Uma partida com duas prorrogações e decidida no final por apenas um ponto, tinha que estar nos melhores jogos de 2014 na NBA.

 

Portland Trail Blazers 99 x 98 Houston Rockets – 2/5/2014 – Jogo 6 da primeira rodada dos Playoffs do Oeste

nguyen_lee

Essa partida eu estava assistindo ao vivo e me perguntei: “Como você fez isso, Damian Lillard?”. Sim, o garoto que surpreendeu a todos em sua temporada de calouro, foi simplesmente fantástico e decisivo no duelo. Além de ser decisivo, Lillard contribuiu com 25 pontos, sendo o segundo cestinha da equipe, atrás apenas de LaMarcus Aldridge, que anotou 30 pontos, além de pegar 13 rebotes.

Playoffs é Playoffs. A maioria dos jogos são bem equilibrados e decididos por uma pequena margem de erro. Rockets e Blazers fizeram uma grande série, que foi decidida por essa bola espírita de Lillard, que com certeza estará no livro de melhores jogadas da carreira dele. A bola foi muito importante, pois levaria a série de volta pra Houston se ele não tivesse acertado. O garoto é muito clutch.

Menções honrosas

Golden State Warriors 110 x 111 Miami Heat – 12/2/2014 (Game-Winner de LeBron James)

Oklahoma City Thunder 113 x 112 Golden State Warriors – 29/11/2013 (Game-Winner de Russell Westbrook)

 

NFL

Indianapolis Colts 45 x 44 Kansas City Chiefs – 4/1/2014 – Wild Card da AFC

nguyen_lee

Essa foi, provavelmente, um dos maiores comebacks da história dos Playoffs da NFL. Após estar perdendo por 31 a 10 indo pro intervalo, contra uma das melhores defesas da NFL, o Indianapolis Colts, liderado por Andrew Luck, conseguiu uma virada simplesmente sensacional e venceu a partida.

Kansas City Chiefs foi uma das gratas surpresas da temporada, chegando aos Playoffs quando poucos esperavam, com uma forte defesa e ataque eficiente liderado por Alex Smith. Após abrirem uma grande vantagem até o Q3, os Chiefs meio que “cochilaram” na partida e Andrew Luck liderou a virada épica para a franquia de Indiana. Sem dúvida uma partida memorável.

 

Dallas Cowboys 48 x 51 Denver Broncos – 6/10/2013

nguyen_lee

Defesa? Nada disso. Quem assistiu a esse grande duelo viu dois ataques simplesmente poderosos, liderados por dois QBs de elite. Peyton Manning levou a melhor sobre Tony Romo, mas o QB dos Cowboys teve uma atuação simplesmente absurda. Melhor que a de Peyton, só que um TD corrido dos Broncos deu a vitória a equipe de Denver. 

506 jardas, 5 TDs e 1 interceptação. Essa foi a atuação de Tony Romo, enquanto Peyton Manning 414 jardas, 4 TDs passados, 1 TD corrido (!!!!) e uma interceptação. Foi uma partida pra ser lembrada, decidida nos minutos finais, como todo jogão. Abaixo veja o GIF do TD corrido de Peyton Manning!

Hank-Conger

Menção honrosa

Seattle Seahawks 23 x 17 San Francisco 49ers – 19/1/2014 – Final da NFC

New England Patriots 34 x 31 Denver Broncos – 24/11/2013 – Comeback de 24 pontos contra os Patriots e a virada

 

MLB

Kansas City Royals 9 x 8 Oakland A’s – 30/9/2014 – Wild Card da AL

nguyen_lee

Esse foi o primeiro jogo da pós-temporada da MLB em 2014. Essa partida mostrou um pouco do que iria por vir nos Playoffs da MLB. Royals, uma das surpresas agradáveis da temporada, contra um A’s que era um dos favoritos até a metade da temporada, mas que foi caindo de produção. O resultado? Um jogo simplesmente memorável, decidido na 12ª entrada.

Esperava-se um duelo entre os arremessadores, até porque o ataque dos Royals era um dos piores dos times classificados aos Playoffs, e do A’s vinha em má fase. A primeira entrada até deu amostra disso, mas depois vieram várias corridas. James Shields sofreu 4 corridas em 5 entradas jogadas e saiu com um péssimo jogo. Jon Lester jogou até mais entradas, mas sofreu 6 corridas. Com o jogo nas entradas extras, Salvador Perez conseguiu um walk-off single que deu a vitória heroica aos Royals.

 

Los Angeles Dodgers 8 x 0 Colorado Rockies – 18/6/2014 – No-Hitter de Clayton Kershaw

nguyen_lee

No-Hitter de Clayton Kershaw. Sim, isso foi um No No, mas por muito pouco não foi um Jogo Perfeito, tudo por causa de um erro infantil de Hanley Ramirez, que lançou com uma displicência gigante para a primeira base, e acabou acarretando em um erro. Mas o primeiro No No da carreira desse monstro de apenas 26 anos foi simplesmente fantástico. Foi uma das atuações mais dominantes que já vi.

9 entradas, nenhuma rebatida cedida, nenhuma corrida cedida, nenhum walk cedido e incríveis 15 strikeouts. Essa foi a atuação fantástica de Kershaw contra o forte ataque dos Rockies. O ataque anotou 8 corridas, mas nem foi mencionado na partida direito. Todos queriam ver até onde Kershaw conseguiria ir com o No-Hitter, e valeu muito a pena.

 

Menção mais que honrosa

NY Yankees 6 x 5 Baltimore Orioles – 25/9/2014 – Último jogo de Derek Jeter no Yankee Stadium

nguyen_lee

Esse foi, sem dúvida, um dos melhores jogos que já vi em esportes. Além de ser a despedida do moço acima, foi um jogo decidido na última, por walk-off e por quem? SIM, DEREK JETER. Foi o roteiro perfeito para a despedida de Jeter. Yankee Stadium lotado, jogo emocionante e essa rebatida da vitória. Aos que não viram, deixo aqui o texto que fiz para agradecer tudo de Derek Jeter fez ao esporte.

Menções honrosas

Washington Nationals 1 x 2 San Francisco Giants – 4/10/2014 – Jogo 2 das semifinais da NL – Jogo de 18 entradas (Mais longo da história dos Playoffs)

Washington Nationals 1 x 0 Miami Marlins – 28/9/2014 – No-Hitter de Jordan Zimmermann

 

NHL

Los Angeles Kings 3 x 2 New York Rangers – 13/6/2014 – Jogo 5 das finais da Stanley Cup

nguyen_lee

Sabem aquele jogo que te arrepia do início ao fim? Bom, Los Angeles Kings New York Rangers protagonizaram uma grande batalha no Jogo 5 das finais da Stanley Cup. Era uma partida decisiva para os Rangers, que se perdessem não teriam mais chances de título. Para os Kings, que viam com um moral após conseguirem um incrível comeback de 3-0 contra o San Jose Sharks, era o jogo para fechar a série e vencer o título em casa, o que seria seu segundo nos últimos três anos. E eles conseguiram.

Foi um jogo simplesmente fantástico. Os Rangers jogavam muito bem contra o a ótima equipe de Dustin BrownJonathan Quick Drew Doughty, tanto que levaram a decisão para a prorrogação. Mas com um gol de Alec Martinez, os Kings venceram e se sagraram campeões da Stanley Cup.

 

Chicago Blackhawks 4 x 5 Los Angeles Kings – 1/6/2014 – Jogo 7 da final do Oeste

nguyen_lee

Bom, provavelmente esse foi o MELHOR JOGO da NHL em 2014. Duas das melhores equipes da NHL não só na temporada, mas nos últimos anos se enfrentaram em um duelo extremamente aguardado. De um lado Patrick Kane e cia contra o grande conjunto dos Kings e deu no que deu: Uma partida memorável.

Mesmo com dois gols de Patrick Sharp, os Blackhawks foram derrotados com um gol de quem? Sim, Alec Martínez! Mas o principal destaque da partida pelos Kings foi o capitão Dustin Brown, que deu duas assistências e foi fundamental para a vitória e classificação da equipe de Los Angeles a final da Stanley Cup.

Menção honrosa

Colorado Avalanche 4 x 5 Minnesota Wild – 30/4/2014 – Jogo 7 da primeira rodada dos Playoffs do Oeste

Toronto Maple Leafs 3 x 2 Detroit Red Wings (SO) – 1/1/2014 – Winter Classic

 

MLS

Los Angeles Galaxy 2 x 1 New England Revolution – 7/12/2014 – Final da MLS Cup (Última partida de Landon Donovan)

nguyen_lee

O jogo em si já se mostrava especial por tudo que o rondava. Última partida de Landon Donovan e a grande final da MLS. No final, tudo se encaminhou para uma vitória suada do Galaxy, que era o dono da casa na ocasião. Foi uma partida de tirar o fôlego, muito mais pela emoção, do que pelo futebol jogado pelas duas equipes.

Quem abriu o placar foi o Galaxy com o bom e jovem atacante Gyasi Zardes no começo da 2ª etapa. Aos 34 minutos, Chris Tierney marcou o gol de empate que levou a decisão para a prorrogação. Já no segundo tempo da prorrogação, o MVP da temporada – e do jogo -, Robbie Keane, marcou o gol que deu o título a equipe da Califórnia.

 

New York Red Bulls 4 x 5 Chicago Fire – 10/5/2014

nguyen_lee

Sabe aquele jogo que não deixa você respirar por UM SEGUNDO? Bom, New York Red Bulls Chicago Fire fizeram um duelo de arrepiar em jogo válido pela temporada regular da MLS. 9 gols e muita emoção do início ao fim marcaram esse duelo entre o bom time de Chicago e a equipe liderada por Thierry Henry.

E quem diria que o grande destaque dessa partida de astros foi um CALOURO? Harrison Shipp, o meia estreante de Chicago, marcou três gols na partida e foi o grande destaque, não só do Fire, mas como do jogo. O destaque da equipe de NY foi o atacante Brandon Wright-Phillips, que também fez um hat-trick. Uma partida simplesmente fantástica.

Menção honrosa

New England Revolution 2 x 2 NY Red Bulls – 29/11/2014 – Jogo de volta da final do Leste

Sporting Kansas City 2 x 3 New England Revolution – 26/9/2014

Anúncios

A Era Harbaugh chegou ao fim em San Francisco

nguyen_lee

Após 4 grandes temporadas, onde o San Francisco 49ers conseguiu reviver grandes momentos, relembrando um pouco a grande franquia que era num passado recente, Jim Harbaugh, um dos principais responsáveis pela “volta” do 49ers ao cenários dos melhores times da NFL, não continuará como o técnico da equipe para a temporada 2014-15. O 49ers e o técnico anunciaram a saída e Harbaugh treinará a Universidade de Michigan no próximo ano, Universidade onde foi QB e é considerado um “Deus” por lá. Continuar lendo

Alexander Ovechkin e a importância de Barry Trotz em seu jogo

FOTO: Nick Wass

 

Voltamos ao ano de 1993. Scotty Bowman, o maior técnico da história da NHL, assumia o Detroit Red Wings. A franquia estava numa seca de quase 20 anos sem levantar a Stanley Cup. Naquela época, Steve Yzerman era um dos melhores jogadores ofensivos da liga, com números impressionantes. Com a chegada de Bowman, esses números absurdos tiveram uma queda, e não porque Yzerman desaprendeu a fazer gols ou dar assistências e sim pois ele começou a se dedicar em outro aspecto de seu jogo: a defesa. Bowman mudou o jeito de Yzerman pensar o hóquei e o transformou em um dos melhores two-way players da história. Após isso, Detroit viria a conquistar três Stanley Cups sob o comando de Bowman. Confira um vídeo abaixo mostrando um pouco dessa mudança de Yzerman:

“Ok, mas e o que isso te a ver com o Alexander Ovechkin?”. ‘Ovi’ sempre foi uma potência ofensiva, discutivelmente o melhor sniper de sua geração, mas que sempre teve um problema em sua parte defensiva. E isso não por falta de talento, pois em diversas ocasiões o russo mostrou que poderia ser efetivo na outra parte do gelo. O problema de Ovechkin, que muitos o criticavam, era por ele ser acomodado em alguns momentos do jogo e às vezes dar as costas enquanto o time adversário estava atacando. Veja um exemplo disso:

ovviiii

Na jogada, dá para perceber que Ovechkin não faz esforço algum para alcançar Derek Stepan, mesmo tendo total condição de ter alcançado o americano caso tivesse patinado mais rápido.

Na última temporada (2013-14), Ovechkin teve um plus/minus de -35, pior marca da NHL atrás de Nail Yakupov, do pior time da liga, Edmonton Oilers (!!). Mesmo o time de Washington não tendo ido aos playoffs, é inaceitável que um jogador como ele tenha um desempenho tão pífio na defesa.

Essas dúvidas sobre a vontade de Ovechkin nas jogadas fizeram alguns insiders de Washington questionarem se ele devia ser trocado ou não, pois, mesmo sendo o melhor jogador do time e um dos melhores da NHL, seu jogo “preguiçoso” podia custar vitórias ao Capitals.

A saída de Bruce Brodeau do cargo de técnico da equipe em 2012 e as contratações de Dale Hunter e Adam Oates, que foram totais fracassos, também contribuíram bastante para essa queda de Ovechkin na parte defensiva. Após perderem os playoffs de 2013-14, o GM do Capitals, Brian MacLellan, contratou, em 26 de maio de 2014 o recém demitido técnico do Nashville Predators, Barry Trotz. Com uma mentalidade defensiva que é sua marca, Trotz tinha a missão de melhorar a equipe da capital no setor e levar o time aos playoffs. Por enquanto, isso vai funcionando e Washington ocupa a segunda vaga do Wild Card do Leste.

Mais do que apenas mudar a defesa do Capitals, assim como Scotty Bowman foi para Steve Yzerman, Barry Trotz está sendo fundamental na melhora defensiva do russo. Um desses sinais é o bom +5 que ‘Ovi’ vem postando até agora e esperamos que ele mantenha esse nível.

Pela segunda vez na carreira, Ovechkin está para ter uma temporada com menos pontos do que partidas. Isso, da primeira vez, em 2011-12, foi algo inesperado, mesmo postando ótimos 38 gols. Agora, ele vem para ter uma temporada parecida, beirando os 40 gols mas com uma diminuição dos pontos. Porém, dessa vez, sabemos que grande parte disso se deve ao esforço que o “The Great 8” vem fazendo para se tornar um jogador melhor no aspecto defensivo do jogo.

O constante e mais maduro John Wall

download (1)

Muitos sabiam que John Wall seria, após ter uma grande carreira no College, um dos melhores jogadores da NBA, já que o armador do Washington Wizards é praticamente completo. Muito atlético, rápido (provavelmente o mais rápido da liga), forte, finaliza bem a jogada no garrafão, além de ser um defensor de alto nível. A sua ascensão é evidente, assim como a ascensão do seu time, que vem melhorando a cada ano, se mostrando cada vez mais forte na briga por uma sonhada vaga nas Finais da NBA. Continuar lendo