49ers e a escassez de títulos

Você lembra a última vez que o San Francisco 49ers venceu um Super Bowl? Bom, faz muito tempo desde o último título da equipe californiana. O último título da franquia foi na temporada 1994/95 quando o time esmagou o San Diego Chargers, vencendo por 49 a 26. O jogo foi realizado no antigo Joe Robbie Stadium, hoje Sun Life Stadium, em Miami no dia 29 de janeiro.

DOMINÂNCIA NOS ANOS 80/COMEÇO DOS ANOS 90

Todos sabem que o 49ers é uma das equipes mais respeitadas e tradicionais não só da NFL, como dos esportes americanos por tudo que já conquistou nos seus quase 70 anos de história… e não é por menos. A década de 80 foi resumida na dominância incrível da equipe californiana, e tudo isso se deve ao fato, principalmente, de dois jogadores: Joe Montana Jerry Rice.

A dupla Rice e Montana é considerada a dupla mais bem sucedida da história da NFL (Foto: Reprodução/Google)
A dupla Rice e Montana é considerada a dupla mais bem sucedida da história da NFL (Foto: Reprodução/Google)

Considerado por muitos como o melhor Quarterback de todos os tempos, Joe Montana foi uma verdadeira máquina durante suas 13 temporadas nos 49ers, acumulando 6 títulos da NFC e 4 anéis de Super Bowl (XVI, XIX, XXIII e XXIV) no currículo. Montana foi bastante dominante na maioria de seus anos em San Francisco. Começou como reserva na sua primeira temporada e foi ganhando espaço a cada ano que passava, fato que não pesou em nada, já que ele foi campeão na sua 3ª temporada nos 49ers, sendo titular em TODAS as partidas da temporada. Fatos e mais fatos levaram Montana, como já dito no começo desse parágrafo, a vencer 4 títulos mais que merecidos.

Mudando de posição, Jerry Rice é considerado pela maioria esmagadora de fãs da NFL, o maior/melhor jogador de TODOS OS TEMPOS do futebol americano, e não é por menos. Campeão 3 vezes campeão com os 49ers (XXIII e XXIV), Jerry Rice acumulou números espetaculares logo na sua 2ª temporada, com 1570 jardas recebidas, Rice veio ganhar seu primeiro anel com San Francisco apenas em 1989.

Outro jogador que vale destacar, e muito, é Steve Young, que foi o sucessor de Montana nos 49ers e foi muito bem, obrigado. Campeão apenas uma vez (XXIX), Young, junto com uma defesa liderada por Deion Sanders, levou o 49ers ao seu 5º (é último até hoje) anel. A pressão grande que havia sobre ele por substituir Montana foi grande, mas ele se saiu bem.

Esses foram os dois principais jogadores que fizeram o 49ers ser simplesmente dominante nesses anos, mas não foram só eles que fizeram a equipe ser o que é hoje. A defesa é e sempre foi uma das forças do time. Ronnie LottCharles Haley Bryant Young foram peças indispensáveis na defesa de Bill Walsh, técnico do time entre 1979-1988, e de George Seifert, técnico entre 1989-1996. Lott é um dos melhores defensives backs que já passou pelo futebol americano. 4 vezes campeão com os Niners, Lott tinha um hit muito agressivo, combinado com uma cobertura muito boa. Haley foi um dos melhores pass-rushers em seus dias de glória. Não era um monstro, mas conseguia ler muito bem o ataque adversário. Foi campeão duas vezes com os Niners. Pra fechar, Bryant Young era um gigante na linha defensiva de San Francisco, onde teve quase 90 sacks na carreira, todas na Califórnia. Foi campeão uma vez e era um dos jogadores mais subestimados enquanto atuava.

Resumindo: Entre 1981 e 1995 os 49ers venceram TODOS os Super Bowls que disputaram. O time era uma verdadeira máquina não só na defesa, mas como no ataque, fato que tornou a equipe um verdadeiro fenômeno na época, sendo um dos times mais temidos daquele tempo.

DECADÊNCIA

Tempos difíceis com Erickson no comando (Foto: Reprodução/Google)
Tempos difíceis com Erickson no comando (Foto: Reprodução/Google)

Entre 2003 e 2010, o San Francisco 49ers foi um dos piores times da NFL, onde teve no vários técnicos muito fracos. Após a saída de Steve Mariucci, os 49ers apostaram em Dennis Erickson, tanto que acertaram um contrato de 5 anos com ele, mas o técnico nem terminou seu contrato e foi embora após duas temporadas, quando na sua 2ª terminou com um record de incríveis 2V-14D.

A partir daí mais três técnicos desembarcaram na Califórnia: Mike Nolan, que ficou entre 2005-2008 e conseguiu apenas apenas 18 vitórias em 55 jogos comandando os Niners, Mike Singletary, que comandou entre 2008-2010 e teve quase 50% de aproveitamento nos jogos, mas foi demitido uma semana antes do último jogo da temporada 2010-2011, dando lugar à  Jim Tomsula, que só foi técnico por essa partida. Todos não tiveram boas lembranças em San Francisco.

Junte todos esses técnicos fracos, pelo menos em suas passagens por San Francisco, como uma diretoria bem ruim também. Receita para temporadas ruins.

VOLTA ÁS VITÓRIAS E O SONHO DO 6º ANEL

Chegada de Jim Harbaugh mudou os 49ers (Foto: Reprodução/Google)
Chegada de Jim Harbaugh mudou os 49ers (Foto: Reprodução/Google)

A chegada de Jim Harbaugh em San Francisco, mudou praticamente tudo. Logo na sua PRIMEIRA temporada, Harbaugh ajudou os Niners à terminarem com um record de incríveis 13 vitórias e apenas 3 derrotas na temporada regular, e quase que Harbaugh levava os 49ers ao Super Bowl logo no seu ano de estreia no time, mas com um erro incrível de Kyle Williams (fumble), os Giants vencerem aquele duelo em pleno Candlestick Park.

Na temporada seguinte, a equipe conseguiu… mas apenas chegaram ao Super Bowl. Após mais uma temporada muito boa, os 49ers perderam o SB para o Baltimore Ravens no “Duelo das Defesas”. Na última temporada, as coisas tinham tudo para dar certo. Colin Kaepernick se adaptando cada vez mais ao livro de jogadas e se entendendo bem com os companheiros, e bons reforços como Anquan Boldin, mas o time foi derrotado na final da NFC pelo time que seria campeão, o Seattle Seahawks.

Nada a reclamar. O time está no caminho certo em busca de mais um anel e a torcida sabe disso. Uma das melhores defesas da liga, mas o ataque tem que melhorar, principalmente o aéreo. Kaepernick é um QB mais móvel, que se tenta correr muito com a bola, o que prejudica seu jogo em alguns momentos. Precisa jogar mais dentro do pocket, mesmo a “nova geração” de Quarterbacks não jogando mais nesse estilo. 

Direção organizada, um dos melhores técnicos da liga e um time que só tem o que melhorar. O San Francisco 49ers continua sendo um dos favoritos ao título do Super Bowl e todos sabem disso. O futuro/presente é brilhante para San Francisco e o 6º anel pode chegar logo em breve…

Anúncios

MLS: Prévia da Week #20

Começa nessa quarta-feira, às 23h, a Week #20 da Major League Soccer com o San José Earthquakes e Chicago Fire, times que se encontram em posições ruins nas suas Conferências (Chicago oitavo no Leste e San Jose em último no Oeste). Logo pode se achar que o jogo será ruim, mas ambas equipes têm jogadores de boa qualidade e artilheiros que já frequentaram a seleção estadunidense (Chris Wondolowski-SJ e o MVP da última temporada Mike Magee-CHI).

Enfim, vamos fazer a seguir um guia dessa Week no nosso primeiro post sobre a MLS. Espero que gostem.

O jogaço – Seattle Sounders x LA Galaxy

Duelo de titãs em Seattle (Foto: Reprodução/Google)
Duelo de titãs em Seattle (Foto: Reprodução/Google)

Sounders e Galaxy hoje são as principais forças da MLS quando se fala em talento individual.  Atualmente, algumas das maiores estrelas da liga estão nesses times. Clint Dempsey e Obafemi Martins no Seattle e Landon Donovan e Robbie Keane pelo LA. Além disso, no banco os experientes técnicos Sigi Schmid e Bruce Arena, técnico dos Estados Unidos nas Copas de 2002 e 2006.

Além de ataques bem qualificados, Sounders e Galaxy têm em seu setor uma grande força. O mexicano Gonzalo Pineda e o cubano Osvaldo Alonso fazem bons trabalhos de contenção no time do estado de Washington, além de saírem bem para o ataque. São peças essenciais no esquema de Sigi. No Galaxy, os brasileiros Juninho e Marcelo Sarvas não aparentam estar em boa fase, mas podem decidir a partida em bolas paradas e em chutes de longa distância.

Os dois times apresentam carência em seus centroavantes. O Galaxy procura até hoje um camisa 9, após a saída de Mike Magee para Chicago, mas não tem tido sorte. Samuel que veio emprestado do Fluminense, fez gols no início da temporada, mas não deu liga e já retornou ao Brasil. O canadense Rob Friend é bem fraco tecnicamente e já tem 33 anos. No Sounders a situação é um pouco melhor. Chad Barret e Kenny Cooper são boas opções para o ataque com Dempsey. Porém, ambos juntos só marcaram  7 gols este ano.

Enfim, tem tudo para ser um jogo interessante. O Seattle tem 38 pontos e lidera com folga o Oeste (2° Dallas com 29 pontos e 2 jogos a mais), já o LA Galaxy tem 27 e ocupa a 4° posição. O jogo é na segunda às 23h, no CenturyLink Field, casa do Seattle Seahawks na NFL. Promessa de casa cheia.

Confronto direto no Leste – Sporting KC x Toronto FC

Confronto decisivo no Leste (Foto: Reprodução/Google)
Importante duelo em Kansas City (Foto: Reprodução/Google)

Apesar da diferença de 9 pontos entre as duas equipes, Sporting Kansas City e Toronto FC fazem um jogo que vale muito no Leste. O atual campeão, o Sporting KC tem 35 pontos e é líder na Conferência. Já o Toronto tem 26 pontos e três jogos a menos que o rival. E também o Kansas pode ser ultrapassado pelo DC United (34), que se recuperou de uma campanha bizarra no ano passado.

Teremos vários jogadores interessantes em campo. Matt Besler e Graham Zusi, no lado de Kansas (estiveram na Copa do Mundo), e Michael Bradley e Jermain Defoe no lado canadense (o último está suspenso). Além disso, o brasileiro naturalizado Benny Feilhaber e  o inglês Dom Dwyer (14 gols na temporada) estão no Sporting KC. A partida ocorre no sábado às 20h no BMO Field em Toronto.

Olho em El Cubo Torres – Colorado Rapids x Chivas USA

Olho no jovem Erick Torres do Chivas USA (Foto: Reprodução/Google)
Olho no jovem Erick Torres do Chivas USA (Foto: Reprodução/Google)

Colorado Rapids e Chivas USA são equipes bem fracas. Porém, há algo que chame atenção nesse jogo: El Cubo Torres. O mexicano de 21 anos tem jogado muito bem nos últimos, tanto que fez seis gols nos últimos seis jogos na MLS, sendo 14 em 19 jogos. El Cubo garantiu vitória do Chivas USA em vários jogos, dando um pouco de alegria à torcida do clube que disputa sua última temporada na Major League Soccer. Tem tudo para figurar no ataque mexicano nas próximas Copas.

O jogo ocorre na sexta-feira às 22h30 no Colorado.

Outros jogos:

Quinta-feira | 23h00: Real Salt Lake x Montreal Impact

Sábado | 20h30: New England Revolution x Columbus Crew

Domingo | 18h00: Vancouver Whitecaps x FC Dallas

Domingo | 21h00: Montreal Impact x Portland Timbers

Bye Week (semana de folga): DC United, Houston Dynamo, New York Red Bull e Philadelphia Union.

K-Rod 2.0

 

Rodriguez está com tudo na sua volta aos Brewers (Foto: Getty Images)
Rodriguez está com tudo na sua volta aos Brewers (Foto: Getty Images)

O venezuelano Francisco Rodríguez já tem o seu nome escrito na história da Major League Baseball. Ele é um dos melhores fechadores desse século, tendo escrito o seu nome no livro dos recordes ao quebrar a marca de saves em uma única temporada pelos Angels em 2008. Após alguns anos em baixa, o K-Rod, como ficou conhecido, parece ter reencontrado o seu melhor beisebol em Milwaukee, com o time que é líder da NL Central na parada para o All-Star Game. Veja abaixo como foi a passagem de K-Rod pelo LA Angels (2002-2008 |médias e totais das principais estatísticas):

 ERA: 2.04
 Saves: 208 saves
 Strikeouts: 587 strikeouts
 Strikeouts por 9 entradas: 12.88 K/9
 Strikeouts por walk: 3.45 K/BB
 WHIP: 1.09 WHIP
 BABIP: .315 BABIP
 FIP: 2.46 FIP

 

Essa é a segunda passagem de Rodríguez pelos Brewers. A primeira foi em agosto de 2011, quando foi trocado pelos Mets para ajudar a Crew na corrida (bem sucedida) aos playoffs. O cenário beneficiou tanto ao jogador quanto ao time. As coisas entre os dois não iam bem desde 2010, quando K-Rod havia sido preso após bater no pai de sua ex-namorada em pleno Citi Field após uma partida. As seguidas frustrações em não chegar aos playoffs levaram o time do Queens fazer um grande “saldão” de seus jogadores naquela época. Outro que também foi trocado naquela deadline foi Carlos Beltrán (foi para os Giants). 

K-Rod teve uma passagem conturbada em NY (Foto: Getty Images)
K-Rod teve uma passagem conturbada em NY (Foto: Getty Images)

Em 2011, K-Rod havia chegado em Wisconsin para ser o homem de setup para John Axford e também por ser uma arma experiente em playoffs. E foi brilhante. Teve um ERA de 1.86 em 31 jogos e chegou inclusive a substituir Axford na fase final da temporada (nos playoffs, voltou a ser setup). E isso foi suficiente para que os Brewers oferecessem uma renovação por um ano no valor de US$ 8 milhões.

Mas em 2012 as coisas foram bem diferentes. “Frankie” teve a pior temporada de sua carreira, com um ERA de 4.38 em 78 aparições, e o pior: foi rebaixado para ser homem de middle relief. Os Brewers, desfalcados de Prince Fielder (que havia assinado com os Tigers), não foram para os playoffs.

Na pós-temporada, decidiu tentar mudar o panorama: mudou de agente, modificou a sua mecânica de arremesso e aceitou um contrato de proporções bem menores sem vaga no plantel garantido, o contrato de liga menor com convite para o Spring Training, oferecido pelos Brewers. Tudo isso para mostrar que ainda podia ser um closer de alto nível.

Ele conseguiu vaga no plantel do Dia da Abertura de 2013 e após dois meses de temporada, assumiu a vaga de fechador dos Brewers no lugar de um inconstante Axford. A sua “reinvenção” havia o deixado melhor: a velocidade diminuiu (assim como se é de esperar quando um arremessador vê a idade chegando), mas o controle melhorou e o número de strikeouts acabou aumentando. Resultado: um ERA de 1.09 em 25 jogos. O desempenho acabou chamando atenção dos times que brigavam por vagas nos playoffs e Milwaukee, que sem Ryan Braun devido ao escândalo da Biogenesis, era um dos piores times da liga, o trocou para os Orioles em julho. Em Camden Yards, ele atuou por 23 partidas e teve um ERA de 4.09 antes de se machucar e perder o fim de temporada.

Para 2014, Rodríguez ficou até pouco antes do começo do Spring Training sem time. Até que o velho amigo reapareceu: os Brewers ofereceram um contrato de 1 ano e US$ 3,25 milhões para ele, que prontamente aceitou. Agora sem a sombra de Axford, foi para a abertura da temporada como closer do time. E, assim como o resto dos Brewers, K-Rod teve um desempenho impressionante nessa primeira metade da temporada: ERA de 2.58 em 45 jogos com 27 saves em 30 oportunidades, o que valeu uma vaga no time da Liga Nacional para o All-Star Game. Também chegou à 12ª posição na lista de saves da história da liga.

A segunda metade da temporada começa nesta sexta (18). Os Brewers são os líderes da NL Central. E K-Rod está voltando a parecer com aquele que era o melhor fechador da liga no meio da década de 2000. Para o bem do beisebol. Veja os números de K-Rod até aqui na temporada 2014:

 ERA: 2.58
 Saves: 27 saves
 Strikeouts: 52 strikeouts
 Strikeouts por 9 entradas: 10.32 K/9
 Strikeouts por walk: 5.20 K/BB
 WHIP: 0.90 WHIP
 BABIP: .229 BABIP
 FIP: 3.58 FIP

A saída de LeBron James foi ruim… mas não péssima

Ele voltou pra casa
Ele voltou pra casa (FOTO: Reprodução/Google)

Após muita novela, finalmente LeBron James escolheu o seu destino… e ele não foi muito favorável para a equipe de South Beach. Como o próprio atleta disse, ele voltou para a sua casa pra tentar “consertar” o passado, onde saiu de um jeito que a torcida dos Cavs não gostou nem um pouco. Agora ele volta pra sua terra natal em busca de mais anel, mas esse texto não é para dizer se ele fez certo ou não de ir para Cleveland e sim para falar do futuro de seu ex time: O Miami Heat.

Claro que perder um atleta do calibre de LeBron James não é fácil, mas isso não é desculpa para um time que vem dominando a conferência Leste nos últimos anos desistir de uma hora pra outra. A saída de James é uma perda grandíssima, mas o time não pode se abater. 

Engraçado como no meu de toda a volta de LeBron à Cleveland, surgiu uma notícia ótima para a equipe de Miami: a renovação de Chris Bosh. Bosh era o jogador menos badalado do Big 3, mas era o mais produtivo do time ao lado de LeBron. Com a saída dele, Bosh vai ter mais responsabilidade, ainda mais com os joelhos não ajudando em nada Dwyane Wade, que nem renovou ainda, mas deve voltar para a sua casa e com um contrato menor para ajudar Pat Riley com a vinda de reforços de qualidade não só para o banco, como para o time titular, principalmente na Ala. Veja abaixo como Chris Bosh rendeu bastante nos jogos que atuou sem LeBron James.

O jogo fica mais carregado nele, mas o próprio não decepciona
O jogo fica mais carregado nele, mas o próprio não decepciona (FOTO: Reprodução/Twitter)

Mesmo com a renovação monstruosa de Chris Bosh (será o jogador mais bem pago da liga junto com Kobe Bryant, recebendo 23.5 milhões pelos próximos 5 anos), o Heat ainda tem CAP para conseguir bons reforços, até porque o time só tem 7 jogadores no elenco, se contar com o Wade (seria um novo Lakers? Nah.). Com isso, o time ainda pode ir atrás de bons jogadores que ainda estão no mercado como o “irritante” Lance StephensonGreg Monroe Paul Pierce/Luol Deng, jogadores que chegariam para ser titular e contribuir bastante.

Resumindo: A saída de LeBron foi ruim para o Heat em termos dele ser um grande jogador e ter ajudado o time à vencer dois anéis, mas isso é uma pequena reformulação no time, que agora tem Bosh como principal jogador. Não sei se dá pra brigar por título nessa primeira temporada, mas Playoffs em quase uma certeza em Miami. Mas diferente da temporada passada, o Leste vem mais forte pra essa temporada. Cavs com a chegada de LeBron James, Bulls com Pau Gasol, o ainda fortíssimo Pacers e outras equipes “secundárias” que ainda vão dar muito trabalho como Hornets, Wizards e Raptors. A temporada não vai ser ótima como a dos últimos 4 anos, mas dá pra sonhar.

Mercado NBA

Acompanhe aqui o vai e vem do Mercado da NBA. Atualizaremos todos os dias e divulgaremos no nosso Twitter.

O mais novo Big 3!
O mais novo Big 3!

Última atualização: 16:00 (014/08/14)

ATLANTA HAWKS

                      Quem chega                          Quem sai
Thabo Sefolosha, SG | Kent Bazemore, SG  Lou Williams, PG/SG | Lucas “Bebê” Nogueira, C | Elton Brand, PF (FA Irrestrito)  | Gustavo Ayón, C (FA Irrestrito) | Cartier Martin, SF

 

 

BOSTON CELTICS

                    Quem chega                          Quem sai
 Marcus Thornton, SG | Tyler Zeller, C | Evan Turner, SF  Kris Humphries | Jerryd Bayless, PG

 

 

BROOKLYN NETS

                    Quem chega                          Quem sai
 Lionel Hollins, técnico | Sergey Karasev, SF | Jarrett Jack, PG  Andray Blatche, PF/C (FA Irrestrito) | Jason Collins, C (FA Irrestrito) | Shaun Livingston, PG | Paul Pierce, SF | Marcus Thornton, SG

 

 

CHARLOTTE HORNETS

                    Quem chega                          Quem sai
 Marvin Williams, SF | Brian Roberts, PG | Lance Stephenson, SG  Brendan Haywood, C | Chris Douglas-Roberts, SF (FA Irrestrito) | Josh McRoberts, PF | Luke Ridnour, PG | Anthony Tolliver, PF | D.J. White, PF (FA Irrestrito)

 

 

CHICAGO BULLS

                    Quem chega                          Quem sai
Pau Gasol, PF | Nikola Mirotic, PF | Aaron Brooks, PG  D.J. Augustin, PG | Jimmer Fredette, SG | Nazr Mohammed, C (FA Irrestrito) | Carlos Boozer | Greg Smith, PF | Mike James, PG | Ronnie Brewer, SG | Lou Amundson, PF

 

 

CLEVELAND CAVALIERS

                    Quem chega                          Quem sai
 Brendan Haywood, C | David Blatt, técnico | LeBron James, SF | Mike Miller, SG | James Jones, SF | John Lucas III, PG | Malcolm Thomas, PF | Erik Murphy, PF | Kevin Love, PF  Alonzo Gee, SF | Luol Deng, SF | Spencer Hawes, C | C.J. Miles, SG | Jarrett Jack, PG | Sergey Karasev, SF | Tyler Zeller, C | Carrick Felix, SG | Andrew Wiggins, SG/SF | Anthony Bennett, PF

 

 

DALLAS MAVERICKS

                    Quem chega                          Quem sai
 Tyson Chandler, C | Raymond Felton, PG | Greg Smith, PF | Richard Jefferson, SF | Chandler Parsons, SF | Rashard Lewis, PF | Eric Griffin, SF | Jameer Nelson, PG | Al-Farouq Aminu, SF | Ivan Johnson, PF  Bernard James, C (FA Irrestrito) | DeJuan Blair, PF/C | Vince Carter, SG | Shawn Marion, SF (FA Irrestrito) | José Calderon, PG | Samuel Dalembert, C | Shane Larkin, PG | Wayne Ellington, SG

 

 

DENVER NUGGETS

                    Quem chega                          Quem sai
 Arron Afflalo, SG | Erick Green, PG  Evan Fournier, SG | Anthony Randolph, PF | Aaron Brooks, PG (FA Irrestrito) | Jan Vesely, PF (FA Irrestrito)

 

DETROIT PISTONS

                    Quem chega                          Quem sai
 Stan Van Gundy, técnico | Jodie Meeks, SG | Cartier Martin, SF | Aaron Gray, C | D.J. Augustin, PG | Caron Butler, SF  Greg Monroe, PF (FA Restrito) | Rodney Stuckey, PG/SG | Charlie Villanueva, PF (FA Irrestrito) | Chauncey Billups, PG (FA Irrestrito) | Peyton Siva, PG | Josh Harrellson, C

 

 

GOLDEN STATE WARRIORS

                    Quem chega                          Quem sai
 Steve Kerr, técnico | Shaun Livingston, PG | Brandon Rush, SG  Jordan Crawford, SG (FA Irrestrito) | Steve Blake, PG | Jermaine O’Neal, C (FA Irrestrito) | Hilton Armstrong, C

 

HOUSTON ROCKETS

                    Quem chega                          Quem sai
 Trevor Ariza, SF | Alonzo Gee, SF | Joey Dorsey, C | Jeff Adrien, PF | Ish Smith, PG  Omer Asik, C | Chandler Parsons, SF | Francisco García, SF (FA Irrestrito) | Jordan Hamilton, SF | Jeremy Lin, PG | Omri Casspi, SF

 

 

INDIANA PACERS

                    Quem chega                          Quem sai
 Damjan Rudez, PF | C.J. Miles, SG | Shayne Whittington, PF | Rodney Stuckey, PG/SG  Evan Turner, SF | Rasual Butler, SF (FA Irrestrito) | Andrew Bynum, C (FA Irrestrito) | Lance Stephenson, SG | Orlando Johnson, SG

 

LA CLIPPERS

 

                    Quem chega                          Quem sai
 Spencer Hawes, C | Jordan Farmar, PG  Willie Green, SG | Darren Collison, PG | Danny Granger, SF | Ryan Hollins, C (FA Irrestrito) | Hedo Turkoglu, SF (FA Irrestrito)

 

 

LA LAKERS

                    Quem chega                          Quem sai
 Jeremy Lin, PG | Ed Davis, PF | Carlos Boozer, PF | Byron Scott, técnico  Kent Bazemore, SG | Marshon Brooks, SG (FA Irrestrito) | Jordan Farmar, PG | Pau Gasol, PF | Chris Kaman, C | Jodie Meeks, SG | Kendall Marshall, PG

 

 

MEMPHIS GRIZZLIES

                    Quem chega                          Quem sai
 Vince Carter, SG  Ed Davis, PF | James Johnson, SF | Mike Miller, SG

 

 

MIAMI HEAT

                    Quem chega                          Quem sai
 Josh McRoberts, PF | Danny Granger, SF | Luol Deng, SF | James Ennis, SF | Shawne Williams, SF | Tyler Johnson, C | Reggie Williams, SF  LeBron James, SF | Ray Allen, SG (FA Irrestrito) | Michael Beasley, SF (FA Irrestrito) | Toney Douglas, PG (FA Irrestrito) | James Jones, SF | Rashard Lewis, PF | Greg Oden, C (FA Irrestrito) | Shane Battier, SF/PF (Aposentou)

 

 

MILWAUKEE BUCKS

                    Quem chega                          Quem sai
 Jason Kidd, técnico | Jerryd Bayless, PG | Kendall Marshall, PG  Ekpe Udoh, C (FA Irrestrito) | Jeff Adrien, PF | Ramon Sessions, PG (FA Irrestrito)

 

 

MINNESOTA TIMBERWOLVES

                    Quem chega                          Quem sai
 Mo Williams, PG | Andrew Wiggins, SG/SF | Thaddeus Young, PF  Dante Cunningham, PF (FA Irrestrito) | Othyus Jeffers, SG (FA Irrestrito) | Kevin Love, PF

 

 

NEW ORLEANS PELICANS

                    Quem chega                          Quem sai
 Omer Asik, C | Alonzo Gee, SF | John Salmons, SG/SF | Jimmer Fredette, SG  Al-Farouq Aminu, SF (FA Irrestrito) | Anthony Morrow, SG | Brian Roberts, PG | Jason Smith, C | James Southerland, SF | Melvin Ely, C

 

 

NEW YORK KNICKS

                    Quem chega                          Quem sai
 José Calderon, PG | Samuel Dalembert, C | Shane Larkin, PG | Derek Fisher, técnico | Jason Smith, C | Quincy Acy, PF | Travis Outlaw, SF  Kenyon Martin, PF (FA Irrestrito) | Toure Murry, PG (FA Irrestrito) | Tyson Chandler, C | Raymond Felton, PG | Mike Woodson, técnico | Lamar Odom, SF/PF | Shannon Brown, SG | Jeremy Tyler, PF

 

 

OKLAHOMA CITY THUNDER

                    Quem chega                          Quem sai
 Sebastian Telfair, PG | Anthony Morrow, SG  Caron Butler, SF | Thabo Sefolosha, SG | Derek Fisher, PG (Aposentou)

 

 

ORLANDO MAGIC

                    Quem chega                          Quem sai
 Willie Green, SG | Evan Fournier, SG | Ben Gordon, SG | Channing Frye, PF/C | Luke Ridnour, PG | Peyton Siva, PG  Jameer Nelson, PG | Doron Lamb, SG (FA Irrestrito) | Arron Afflalo, SG | E’Twaun Moore, PG (FA Restrito) | Ronnie Price, PG (FA Irrestrito)

 

 

PHILADELPHIA 76ERS

                    Quem chega                          Quem sai
 Pierre Jackson, PG | Anthony Bennett, PF  James Anderson, SG (FA Irrestrito) | Adonis Thomas, SF (FA Irrestrito) | Byron Mullens, C (FA Irrestrito) | Casper Ware, PG (FA Irrestrito) | Thaddeus Young, PF

 

 

PHOENIX SUNS

                    Quem chega                          Quem sai
 Isaiah Thomas, PG | Anthony Tolliver, PF  Eric Bledsoe, PG (FA Restrito) | Leandro Barbosa, SG (FA Irrestrito) | Channing Frye, PF/C | Emeka Okafor, C (FA Irrestrito) | Ish Smith, PG | Dionte Christmas, SG

 

 

PORTLAND TRAIL BLAZERS

                    Quem chega                          Quem sai
 Chris Kaman, C | Steve Blake, PG | James Southerland, SF  Earl Watson, PG (FA Irrestrito) | Mo Williams, PG 

 

 

SACRAMENTO KINGS

                    Quem chega                          Quem sai
 Darren Collison, PG | Eric Moreland, PF | Jeremy Tyler, PF | Wayne Ellington, SG  Isaiah Thomas, PG | Jared Cunningham, SG (FA Irrestrito) | Aaron Gray, C | Quincy Acy, PF | Travis Outlaw, SF

 

 

SAN ANTONIO SPURS

                    Quem chega                          Quem sai
 Bryce Cotton, PG  Aron Baynes, C (FA Restrito) | Damion James, SF (FA Irrestrito)

 

 

TORONTO RAPTORS

                    Quem chega                          Quem sai
 Lou Williams, PG/SG | Lucas “Bebê” Nogueira, C | James Johnson, SF | Jordan Hamilton, SF John Salmons, SG/SF | Nando De Colo, PG | Steve Novak, SF | Julyan Stone, PG | Dwight Bucks, PG

 

 

UTAH JAZZ

                    Quem chega                          Quem sai
 Steve Novak, SF | Trevor Booker, PF | Carrick Felix, SG  Gordon Hayward, SF (FA Restrito) | Richard Jefferson, SF | Brandon Rush, SG | Malcolm Thomas, PF (FA Irrestrito) | Marvin Williams, SF | Diante Garrett, PG | Erik Murphy, PF | Malcolm Thomas, PF | John Lucas III, PG

 

 

WASHINGTON WIZARDS

                    Quem chega                          Quem sai
 Paul Pierce, SF | Kris Humphries, PF | DeJuan Blair, PF Trevor Ariza, SF | Trevor Booker, PF | Al Harrington, PF (FA Irrestrito) | Chris Singleton, SF (FA Irrestrito)

 

Legenda

FA Irrestrito: Agente livre. Pode testar o mercado. Qualquer time (caso tenha CAP) pode contratá-lo. Mas, claro, ele ainda pode renovar com seu atual time.

FA Restrito: Agente livre. Pode testar o mercado, mas se derem uma proposta por ele, o time que ele joga pode cobrir a oferta e continuar com o jogador.

*Os jogadores que não tem nada em parênteses, saíram em definitivo do time.